Blog

28 motivos para viajar pelo norte da Argentina e o porquê não conseguimos chegar ao Atacama


Depois de algum tempo planejando e muita ansiedade, em maio desde ano teve início a Expedição Atacama do Promoção Relâmpago Passagens, site para o qual eu escrevo e falo sobre promoção de passagens aéreas e, também, quase que diariamente publico listas com passagens aéreas baratas para os mais diversos destinos do Brasil e do mundo.

Nossa expedição Atacama, teve início em Foz do Iguaçu/PR, terra das Cataratas, de onde seguiríamos de carro até San Pedro do Atacama, no Chile, hipoteticamente nosso destino final e sonho de consumo.

A ideia era conhecer pelo caminho que nós levaria ao Deserto do Atacama, diversos pontos de interesse no norte da Argentina, lugares que poucas pessoas conhecem por serem pouco difundidos, como a Quebrada das Flechas e das Conchas, Purmamarca, Salinas Grandes e o Cerro Hornocal.

E essa parte nós conseguimos! Vimos todos estes lugares e, abaixo, selecionamos fotos que por si só são os motivos pelos quais você também deveria fazer esta viagem de carro pelo norte da Argentina, é incrível! Não, não… é SURREAL!

O que nos frustou bastante foi que quase lá, a cerca de 200 km do nosso destino final, o Deserto do Atacama (depois de termos rodado 1.700 km e super ansiosos), foi em nossa última parada em posto de combustível que descobrimos que… o Paso de Jama que nós levaria até San Pedro de Atacama cruzando a fronteira da Argentina com o Chile, estava CERRADO, FECHADO, no puede pasar mi amigo. O motivo: 3 metros de neve na pista! Impedindo que qualquer veículo trafegasse por ali.

Sem outra alternativa, nós até aguardamos alguns dias sem nos afastarmos muito da fronteira para ver se o Paso de Jama abriria, mas não foi isso que aconteceu, então fizemos nossa viagem de volta para casa.

Mas não pense voltamos tristes não, na bagagem trazíamos a felicidade de termos conhecido lugares extraordinários que o norte da Argentina nos reservou e que vocês conferem, abaixo.

28 motivos (fotos) para te inspirar a viajar de carro pelo norte da Argentina

Foi saindo de Salta em direção a Cafayate, na Argentina, uma cidade pequena, muito bonita e que produz vinho, que nós vimos as primeiras paisagens cinematográficas da nossa viagem. Estávamos passando pela Quebrada das Conhas que é um vale formado pelo rio das Conchas, com cerros e montanhas, são tantas cores! Paisagens que tocam a alma.

Quebrada das Conchas na região de Cafayate – Argentina

Que lugar! Quase não havia transito na estrada, neste dia cruzamos apenas com um carro e uma moto, podíamos tranquilamente parar para tirar fotos e subir em alguns mirantes. Foi um dia inesquecível!

Depois de ficarmos abismados com a Quebrada dos Conchas, foi por essa magnifica estrada que chegamos na cidade de Cafayate, onde dormimos e no dia seguinte saiamos para conhecer a Quebrada das Flechas (fotos, abaixo), que também fica colada em Cafayate.

Cafayate é uma cidade charmosa e aconchegante, você pode se hospedar nela e conhecer ambas as quebradas.

Quebrada das Flechas, pertinho de Cafayate – Argentina

Outra estrada que cruzamos apenas com um ou dois veículos. Impossível dizer qual a quebrada mais bonita, recomendamos que você tenha um dia inteiro para percorrer cada uma delas.

Depois disso seguimos para Purmamarca, Cerro Hornocal e Salinas Grandes, que também renderam belas fotografias e lembranças ainda mais belas.

Purmamarca – Argentina

Apesar de não termos muitas fotos de Purmamarca, nós a amamos! Uma cidade bem pequenininha, com boas opções de hospedagem, bons lugares para comer e cores lindas! Só faltou um posto de combustível, rs.

Depois de Purmamarca que fica a 2.324 metros de altitude, nós subimos ainda mais! Fomos visitar o Cerro Hornocal, também conhecido como o “cerro de los 14 colores”, a 4.350 metros de altitude.

O cerro é a principal atração do povoado de Humahuaca que fica perto de Pumamarca, onde estávamos hospedados, deu pra fazer um bate e volta sem qualquer pressa.

Cerro Hornocal, Humahuaca – Argentina

É, eu estava feliz, mas a altitude meus amigos, é de tirar o fôlego! A dica é caminhar bem devagarinho, levar água e lanche, pois aí não existe nada, a não ser uma pequena casa de um vigia.

Abaixo, separamos mais algumas fotos do nosso caminho até Salinas Grandes e é claro, de Salinas Grandes.

O caminho até Salinas Grandes, o deserto de sal na Argentina

A estrada que sai de Purmamarca e vai até Salinas Grandes é sinuosa, nos leva a grandes altitudes e é muito linda. Bem lá no alto, encontramos duas senhoras vendendo balas feitas da folha de coca. Comprei algumas para minha parceira que não se deu muito bem com a altitude, já eu senti os efeitos da altitude de leve o que não atrapalhou em nada. As balas ajudaram!

Salinas Grandes - Argentina

 

Logo depois disso, descobrimos que não conseguiríamos cruzar a fronteira da Argentina com o Chile para conhecermos nosso destino final, o Deserto do Atacama. O.K. Voltaremos em uma próxima oportunidade.

Espero que tenha gostado do post e que as fotos aqui apresentadas sirvam de inspiração para que você também conheça estes lugares incríveis no norte da Argentina.

Para mais viagens como esta e dicas de passagens aéreas promocionais nacionais e internacionais, acesse nosso site, Facebook e Instagram.
Texto e fotos: Jonathan Anderle.
Ofereceu este post: Promoção Relâmpago Passagens.

Votar

16 pontos
Upvote Downvote

Total de Votos 22

Votos Positivos: 19

Upvotes percentage: 86.363636%

Votos Negativos: 3

Downvotes percentage: 13.636364%


Comentários do Facebook

comentários

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top

E aí, tudo bem? Bora logar!

ou

Esqueceu a senha?

Ainda não tem uma conta? Cadastro

Forgot your password?

Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Fechar
de

Enviando Arquivo…