Blog

9 Coisas que eu aprendi viajando de carona pelo Brasil


O ano de 2016 foi muito importante na minha vida. Apesar das catástrofes, foi no início deste ano que resolvi deixar minha zona de conforto, o meu emprego estável e a minha cidade, e cair no mundo com a mochila e a guitarra nas costas. Meu projeto de vida é baseado em viver mais com o mínimo possível. O meio de transporte que escolhi para percorrer o Brasil foi uma prática que eu já vinha praticando em outras viagens: carona. Viajar de carona é uma maneira de se aventurar, aprender e aproveitar uma boa viagem. Com isso, separei uma lista de nove fatos que aprendi viajando esse ano. Confere aí!

1 – Sim, é possível viajar de carona no Brasil!

Essa é sempre uma das perguntas que as pessoas fazem quando você diz que está de hitchhiking por aí: As pessoas ainda dão carona no Brasil? E a resposta é sim!

E não apenas no Brasil, como em praticamente todos os países do mundo. Na nosso país, a maior parte das caronas geralmente vêm de caminhões que cortam o país. A maioria dos caminhoneiros têm receio de dar carona, ou muitas vezes são proibidos pela empresa que trabalham. Mas sempre tem aqueles que além de gente boa, ajudam dando um bonde e ainda proporcionam boa companhia e amizade.

2 – Os caminhoneiros são uma classe injustiçada e desvalorizada

Como a maioria das caronas que eu peguei até hoje vem de caminhões, o convívio com esses trabalhadores e verdadeiros heróis da estrada me fez enxergar a dura realidade do transporte rodoviário no Brasil. É uma profissão que dificilmente se trabalha sem paixão, portanto considere os caminhoneiros verdadeiros apaixonados pelo o que fazem. O preço do frete é muito baixo, enquanto o diesel, os pedágios e a manutenção são demasiado de caros. Além de tudo, é um trabalho em que a segurança está sempre em cheque. Existe seguro para a carga, rastreador para o caminhão, mas nunca a garantia da própria vida do motorista!

3 – Polícia Rodoviária é, teoricamente, o local mais seguro para se pegar carona nas estradas do Brasil

Até hoje, das experiências que tive, posso afirmar que os postos de Polícia Rodoviária (Federal e Estadual) são os pontos mais seguros para se esperar uma carona em nosso país. Primeiro porque o motorista sente maior segurança, tendo em vista que um bandido ou pessoa mal intencionada jamais estaria ao lado da polícia esperando uma carona. Segundo – mas não menos importante -, que um motorista mal intencionado não pararia o seu carro bem em um posto da polícia. Lembrando que esta é apenas minha opinião à partir das experiências que tive viajando pelo Brasil.

4 – Postos de Gasolina de beira de estrada são úteis para conseguir carona e para passar a noite em segurança

Claro que isso não diz respeito a todos os postos de combustível à beira da estrada. No Brasil, há postos de todo tipo, do lixo ao luxo. Mas todas as rodovias federais possuem muitos postos de combustível que funcionam 24 horas, onde o público alvo são principalmente os caminhoneiros. Alem de contar com banheiros com chuveiro, são esses os postos bons para se conseguir uma carona. Mas não é em todo posto que mochileiros e caroneiros são bem vindos. Alguns postos proíbem a prática de se pedir carona. Por isso é importante se informar primeiro com algum funcionário, ou também ir conversando e fazer amizade com o pessoal, que pode até mesmo te ajudar no contato com os caminhoneiros.

Outra questão na qual os postos de combustível também são importantes é para quando você está na estrada e ja não tem mais como conseguir carona naquele dia, os postos podem ser ótimos locais para montar a barraca, a rede ou o saco de dormir e passar a noite em segurança.

5 – Mulheres viajam de carona pelo Brasil sim!

Em se tratando de viajar de carona, geralmente encontra-se mais homens viajando sozinhos, ou casais de viajantes. O pensamento de bela, “recatada e do lar”, e também a insegurança do Brasil, faz com que as pessoas pensem que hitchhiking no Brasil é restrito apenas aos homens. Mas não é. Existem muitas mulheres que caem na estrada sozinhas e vivem suas próprias aventuras. Pode-se, portanto, dizer que é seguro mulher viajar de carona pelo Brasil? Não. Não é seguro afirmar isso para nenhum sexo. É claro que, diante das possibilidades, para a mulher é um pouco mais arriscado do que para o homem. Mas a facilidade para uma mulher conseguir carona é muito maior. Basta ter coragem e sempre estar atenta (não é porque um veículo ofereceu carona que você precisa aceitar caso não sinta-se segura para isso).

6 – Aviões e barcos também dão carona

Claro que não é tão comum quanto pelas rodovias. Mas aviões cargueiros da Força Aérea Brasileira têm um sistema de carona em alguns pontos do Brasil. É possível, por exemplo viajar de Manaus ao Rio de Janeiro em um vôo de carona com a FAB. Você precisa apenas ir até o aeroporto na base da FAB e se inscrever em uma lista de espera. Pode levar alguns dias até sair uma vaga em um vôo.

Já em barcos é um pouco mais incomum conseguir uma carona grátis. Mas é possível, por exemplo, conseguir uma viagem em troca de serviço durante o percurso em barcos de pesca ou em balsas pela costa brasileira, dependendo da localidade, é claro. Tudo é questão de você se informar direitinho.

7 – Sempre tem uma churrascaria de gaúcho ou um restaurante de comida mineira à beira da estrada

Isso é mais um fato irrelevante para quem viaja de carona. Mas me chamou a atenção que em todas as rodovias federais que eu andei, do sul ao nordeste do Brasil, são repletas desses estabelecimentos. Sempre tem um gaúcho que saiu lá do Rio Grande para conquistar o Brasil fazendo churrasco.

O mesmo acontece com os mineiros empreendedores que abrem seus restaurantes ao redor do Brasil.

8 – Infelizmente, ainda existem muitos motoristas imprudentes no Brasil

Não chega a ser nenhuma novidade: existe uma grande parcela de motoristas brasileiros que são verdadeiros irresponsáveis. E não é preciso percorrer a estrada, basta ir até a beira de qualquer rodovia para você flagrar, por exemplo, pessoas fazendo uso do celular ao volante, veículos sem a sinalização adequada, pessoas sem sinto de segurança, motorista que não respeita o limite de velocidade, motociclista sem capacete, embriaguez ao volante, etc. E é justamente por isso que acontecem tantos acidentes por aí.

9 – O melhor do Brasil é o brasileiro: Ainda existe muita gente boa por aí

A melhor parte de viajar, para mim, são as pessoas e sua pluralidade cultural. Viajando de carona, você está sujeito a ter contato com todos os tipos de pessoa. Seja para pegar a carona propriamente dita, seja para pedir informações ou só para socializar mesmo. A verdade é que vivemos em uma sociedade cada vez mais egoísta, onde em muitos momentos chega a parecer que ninguém mais tem amor ao próximo. Mas não é bem assim. Por incrível que pareça, ainda existem boas pessoas no mundo. E não são poucas! Em 2016 minhas viagens de carona não apenas deram certo, como também fiz muitos

Votar

23 pontos
Upvote Downvote

Total de Votos 41

Votos Positivos: 32

Upvotes percentage: 78.048780%

Votos Negativos: 9

Downvotes percentage: 21.951220%

Este post foi criado com o nosso formulário super fácil e rápido! Envie seu post!


Comentários do Facebook

comentários

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top

E aí, tudo bem? Bora logar!

ou

Esqueceu a senha?

Ainda não tem uma conta? Cadastro

Forgot your password?

Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Fechar
de

Enviando Arquivo…