Blog

9 destinos brasileiros que você talvez ainda não conheça

A ideia deste post é tentar trazer algumas paisagens brasileiras sensacionais que ainda são extremamente pouco divulgadas. Alguns não são necessariamente destinos com estrutura turística, mas como esse é um site para viajantes independentes e mochileiros… Partiu Indiana Jones!  Veja o que o Brasil ainda esconde no meio desse mundão velho sem porteira!

Parque Nacional da Serra das Confusões – Piauí

O parque nacional da Serra das Confusões está localizado na região sudoeste do estado do Piauí e possui inúmeros sítios arqueológicos .  Entre os atrativos estão as grutas, cavernas e formações rochosas. Apenas o Desfiladeiro das Andorinhas e a Gruta do Riacho dos Bois podem ser visitados em carro convencional ou a pé.  As demais atrações (como Moquém e Chapada dos Gerais) requer a utilização de carro com tração nas quatro rodas. Para conhecer os atrativos do parque, é necessário estar acompanhado de um condutor credenciado pela Associação de Condutores do Parque Nacional da Serra das Confusões.

Quem foi? – No Mochileiros.com há um relato do viajante Dante que você pode conferir nesse tópico aqui  e outras informações nesse aqui.
Mais informações: www.icmbio.gov.br

Paisagem típica do Parque Nacional Serra das Confusões - Foto: Eraldo Peres

Paisagem típica do Parque Nacional Serra das Confusões – Foto: Eraldo Peres

Chapada da Serra Vermelha – Piauí

A Serra Vermelha é um imenso chapadão no Sul do Piauí com 4.900 Km² e abriga as nascentes dos rios Piauí e Itaueira. Seria transformada em Parque Nacional em 2007, porém só ficou no papel e no momento seu futuro está nas mãos da justiça que decidirá se é uma área de Mata Atlântica ou Caatinga.  Sua classificação é discutida por pesquisadores, conservacionistas, uma empresa privada (a JB Carbon SA.), o governo do Estado do Piauí, o Ministério Público Federal, dentre outros, e o motivo de tamanha discórdia para o enquadramento do bioma em determinada categoria, são as consequências que isso ocasionará. Se for enquadrada como caatinga, haverá maior facilidade de explorar a área para a produção de carvão, o que não ocorrerá se for enquadrada como mata atlântica, que está legalmente protegida pela constituição, e a exploração da mesma ficará completamente inviabilizada.
Mais informações sobre a luta judicial pela Serra Vermelha aqui.

Serra.Vermelha.640.178

Serra Vermelha – Piauí – Foto: ICMBio

Pancas / Parque Nacional dos Pontões Capixabas – Espírito Santo

O Parque Nacional dos Pontões Capixabas foi criado em Junho de 2004 e conta com uma área de aproximadamente 17.496 hectares , abrangendo três áreas distintas, localizadas nos municípios de Pancas e Águia Branca, estado do Espírito Santo. A região dos Pontões Capixabas, como são chamadas as formações rochosas com mais de 500 metros de altura, já foram consideradas o lugar mais bonito do mundo pelo paisagista Burle Max. A principal cidade de apoio para a visitação do parque é Pancas, o último refúgio de habitantes e descendentes de um país europeu que não existe mais, a Pomerânia, que foi anexada a Alemanha e Polônia depois da 2ª Guerra mundial. A região está se trasformando em um point de Montanhistas e praticantes do Vôo livre e com sua beleza não poderia passar batido na lista de destinos de nenhum mochileiro que se preze.

Quem foi? –  No Mochileros.com há alguns relatos de alguns poucos viajantes que estiveram em Pancas e o Parque Nacional dos Pontões Capixabas que você pode conferir aqui, aqui, aqui e aqui.
Mais informações: www.pancas.es.gov.br

Os Pontões Capixabas - Foto: Marcos Conde

Os Pontões Capixabas – Foto: Marcos Conde

 

Parque Nacional de Ubajara – Ceará

 O Parque Nacional de Ubajara está localizado na região da Serra da Ibiapaba, no estado do Ceará. A grande atração do parque é a Gruta de Ubajara, a qual está situada em uma depressão de 535 metros de profundidade. O acesso à Gruta pode ser feito pela trilha principal, íngreme, com uma extensão de 7 km e percurso de 4 horas ou por meio de um teleférico, com um percurso de 550 metros e duração de 3 minutos. O parque possui três trilhas: Ibiapaba, Samambaia e Araticum.

Na trilha o visitante se depara com toda a riqueza da flora do parque, como riachos e cachoeiras, sobretudo a Cachoeira do Cafundó e Rio das Minas. É possível ter, ainda, uma visão panorâmica do Parque por meio do Mirante, que está localizado às margens do Riacho Gameleira e na borda da Chapada. O passeio à Gruta e trilhas é realizado com o acompanhamento de guias da ICMBio.

Quem foi? – No Mochileiros.com há um tópico de perguntas e respostas com informações sobre o parque que você pode acessar aqui.
Mais informações:  www.icmbio.gov.br

Bondinho da Gruta de Ubajara - Foto: ICMBio

Bondinho da Gruta de Ubajara – Foto: ICMBio

 

 Salto do Yucumã  – Rio Grande do Sul

No extremo noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, fazendo divisa com a Argentina (e dividindo com o vizinho a beleza, assim como o faz com Foz do Iguaçu) está o maior salto longitudinal do planeta. São 1800m de extensão por onde deitam as águas do Rio Uruguai. E é na época de seca que o Salto revela todo seu esplendor.  Porém uma barragem está colocando este destino em perigo de desaparecer. Leia a matéria que fizemos no local e saiba porquê.

Quem foi? – Nós fomos e contamos tudo pra você aqui.
Mais informações: www.derrubadas-rs.com.br

Salto do Yucumã. Foto: D. Meller

Salto do Yucumã. Foto: D. Meller

 

Parque Nacional do Catimbau – Pernambuco

O Parque Nacional da Serra do Catimbau, antigo Vale do Catimbau é uma área com 62.300 hectares entre o Agreste e o Sertão pernambucano. É formado por montanhas de topo suave, acredita-se que o nome Catimbau provenha de “morro que perdeu a ponta”. Entre as montanhas encontram-se encostas abruptas e vales abertos. É uma região de intensa erosão. As formações geológicas são compostas de arenitos de diversas cores e tipos que datam de mais de 100 milhões de anos. Apresenta cerca de duas mil cavernas e 28 cavernas-cemitério. A unidade apresenta registros de pinturas rupestres e artefatos da ocupação pré-histórica datados de pelo menos 6 000 anos.

Quem foi? – No Mochileiros.com há alguns relatos que você pode acessar clicando aqui, aqui e aqui.
Mais informações: www.icmbio.gov.br

Parque Nacional do Catimbau - Foto: Wikimedia Commons

Parque Nacional do Catimbau – Foto: Wikimedia Commons

 

Sengés / Vale do Jaguaricatú – Paraná

O Vale do Jaguaricatú está localizado na cidade Sengés no Paraná em uma região de Cerrado e Mata Atlântica e oferece aos viajantes paisagens únicas como a do Canyon Jaguaricatú (o da foto abaixo), grutas com inscrições rupestres, falésias e uma rica vegetação, além de várias cachoeiras e o mirante do Corisco, onde se pode vislumbrar a cachoeira formada pelo Rio Capivari.
Quem foi? – No Mochileiros.com há relatos de alguns viajante que já passaram por lá. Confira nestes tópicos aquiaqui, aqui e aqui.
Mais informaçõeswww.facebook.com/sengesturismo

Cânion do Jaguaricatú - Foto: Rubens Rosa

Cânion do Jaguaricatú – Foto: Rubens Rosa

 

Laranjal do Jarí / Cachoeira de Santo Antônio – Amapá

A região da cidade Laranjal do Jari no Amapá é repleta de belíssimas cachoeiras com destaque para a Cachoeira de Santo Antônio (essa da foto abaixo). A cidade está localizada a 270 Km de Macapá, Amapá e é uma região belíssima, ainda muito pouquíssimo explorada pelos viajantes brazucas.
Quem foi? –  No blog do viajante Gabriel Penha há um post com algumas fotos e informações que você pode acessar aqui e outro relato do Blog do viajante Raoni Santos que também viajou pela região e postou suas impressões neste post aqui.

A Cachoeira de Santo Antônio no Amapá - Foto: Setur

A Cachoeira de Santo Antônio no Amapá – Foto: Setur

 

Ilha da Trindade – Espírito Santo

A Ilha de Trindade fica a 1.167 km de Vitória (ES) e a 2.400 km da África e pertence ao arquipélago “Trindade e Martim Vaz” que é constituído por duas ilhas (Trindade e Martim Vaz), separadas por 48 quilômetros. Juntas somam uma área total de 10,4 km².  É um destino pra poucos e que só pode ser visitado com permissão da Marinha, além de ser extremamente difícil ancorar em sua costa, pois é considerada pelos navegadores, como um imenso paredão no meio do Atlântico.

Quem foi? – Uma reportagem da Folha de São Paulo esteve por lá e fez fotos espetacualres que você pode conferir aqui.

Ilha de Trindade - Foto: Marinha

Ilha de Trindade – Foto: Marinha

 

Fontes: Mochileiros.com, Wikiparques, ICMBio, Folha e Redação.

Comentários do Facebook

comentários

7 Comments

7 Comments

  1. marina

    17 de janeiro de 2016 at 15:53

    Tem locais bem acessiveis sim…Serra da Capivara tem acesso a cadeirantes e idosos..tem pouca estrutura na cidade..mas existe sim .inclusive na Serra das Confusões. É uma paisagem unica.recomendo Fui com a agência Cia da Capivara, fale com thomaz.

  2. Regina pereira

    10 de abril de 2015 at 7:18

    sempre um boa novidade.uma verdadeira viagem parabéns

  3. Leozin

    28 de março de 2015 at 16:34

    Destes lugares acima só fui em Pancas-ES lugar muito massa não se cansa de olhar e admirar as pedras vale a pena conferir

  4. Maristela Rocha Trindade

    12 de março de 2015 at 15:39

    Sengés é realmente maravilhoso! Vale a pena conhecer minha terrinha!!! AMO ESTE LUGAR!

  5. Pingback: 9 destinos brasileiros que você talvez ainda não conheça | UTIAMA.COM

  6. euzinha

    11 de março de 2015 at 22:18

    Quase tudo é lugar inacessível, que precisa de jeep para chegar e a maioria das fotos foram tiradas de vista aérea ou de helicópteros (angulo que turista não vê). Um deles tem que ter permissão da marinha para visitar. Não achei a lista nem um pouco realista. Nós brasileiros não conhecemos bem o Brasil porque não é país fácil turisticamente de se conhecer, interesse a maioria tem (eu tenho). Não é atoa que em 2013 o Brasil recebeu 5,7 milhões de turistas em Parques Nacionais e os EUA recebeu no mesmo ano 282 milhões de turistas em Parque Nacionais Americanos. 5 para 282 é uma diferença grande né? Sei onde estão os mais de 50 Parques Nacionais do Brasil, mas também sei que nem todos são abertos ao público e poucos são de fácil acesso.

    • Foto de perfil de Silnei L Andrade

      Silnei L Andrade

      12 de março de 2015 at 3:17

      Talvez você não tenha percebido, mas a única foto aérea do post é a da Serra Vermelha. As demais são de mirantes e pontos estratégicos em trilhas.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top

E aí, tudo bem? Bora logar!

ou

Entrar

Esqueceu a senha?

Ainda não tem uma conta? Cadastro

Fechar
de

Enviando Arquivo…