Blog

10 coisas para se fazer em Bangkok (a 8ª é para quem tem muita coragem!)


Vendedores por todos os lados, trânsito intenso, temperatura por volta dos 40º, camelôs espalhados pelas ruas… Bangkok é uma daquelas cidades que ou se ama ou se odeia! Pra nossa sorte, apesar do baque inicial, adoramos a loucura de lá e se o nosso roteiro permitisse certamente teríamos ficado mais alguns dias.

Pensando em te ajudar a se programar para conhecer a capital tailandesa,  nós do blog Viajando na Janela separamos 10 coisas que você pode fazer em Bangkok, a cidade mais doida do mundo! Esperamos que estas dicas te ajudem a se programar para conhecer o melhor da cidade!

 


1 – Conhecer a Khao San, a rua mais badalada de Bangkok

Nos filmes e seriados, Bangkok é sempre retratada como um lugar insano, onde rola de tudo!

Bem, não posso afirmar que a cidade é sempre maluca como os filmes mostram, mas, se tem um lugar por lá que realmente merece o título de lugar “fora do normal”, este lugar é a Khao San Road.

Khao San por Viajando na Janela

Khao San

Durante o dia, a rua é mais tranquila. Barraquinhas de comidas e sucos, restaurantes e bares, artesanato, estúdios de tatuagem, massagens, isto é o que você encontrará por lá até umas 18hrs.

Depois das 18hs, a Khao San se transforma! A rua vira o point dos mochileiros/viajantes, toda iluminada com luzes e letreiros de todas as cores. Os bares quase que colados uns nos outros colocam o som no máximo, sendo que a cada passo que a gente dá escutamos uma música diferente! Os camelôs montam suas barraquinhas nas ruas, vendedores passam oferecendo iguarias como escorpião no espeto, grilo frito, porção de verme (eca!), pessoas vendem bebidas em um baldinho (mais conhecido como bucket). No meio disso tudo, motos passam de um lado pro outro, pessoas oferecem ternos sob medida, convidam para ir a um Ping Pong Show (Google it! 😇)…

UFA! é muita coisa louca reunida em um lugar só!

 

Insetos servidos como petiscos na Khao San

Insetos servidos como petiscos na Khao San

 

Pode ser que pela descrição acima, a Khao San não faça o seu estilo, mas não tem como ir a Bangkok e não conhecer a rua! Nós fomos na Khao San várias vezes quando estávamos em Bangkok. E foi lá inclusive que conhecemos a Mônica e o Fábio, um casal de brasilienses nota mil! Eles estão postando várias coisas sobre a Tailândia no blog levesemdestino.com, vale a pena conferir!

Em poucos minutos você consegue cruzar a Khao San, mas mesmo que você passe por ela dez vezes, sempre terá algo novo pra te surpreender!

 


2 – Tomar uma Chang na Rambuttri

Rambuttri é outra rua muito conhecida de Bangkok. Ela é quase paralela à Khao San, mas, apesar da proximidade, tem um estilo um pouco diferente.

Na Rambuttri existem vários bares e restaurantes e a rua tem um clima mais tranquilo. Geralmente, é lá que a galera se encontra pra tomar uma Chang (cerveja tailandesa) e comer alguma coisa.

Curtimos muito esta rua, principalmente porque no meio dela encontramos o My Darling, um restaurante super agradável com uma decoração muito diferente, onde fomos pelo menos umas três vezes.

Fried Rice

 

Cerveja Chang por Viajando na Janela

Cerveja Chang

Geralmente nós rodávamos a Khao San e quando ficávamos cansados ou com fome, era pra lá que corríamos! A comida do restaurante é bem gostosa, eles servem desde os pratos típicos tailandeses até pizza e batata frita. Os drinks também eram excelentes.

Restaurante My Darling

Restaurante My Darling

 

Foi no My Darling que provamos pela primeira vez a comida thai, e, apesar da diferença de temperos e sabores, gostamos bastante.

 


3 – Fazer compras nos shoppings, ou pelo menos perambular por eles

Como em qualquer metrópole, em Bangkok também existem muitos shoppings que vão desde os mais simples até os mais sofisticados. No bairro Siam estão localizados vários deles.

O bairro Siam é muito diferente da imagem que temos de Bangkok. Lá não é repleto de templos, nem cheio de barraquinhas pelas ruas, por lá as coisas até parecem fluir em um ritmo mais normal 😁. O bairro é mais organizado e passa um ar de modernidade, com seus prédios imensos e lojas coloridas.

Os principais shoppings de Bangkok são o MBK Center, o Siam Discovery Center, o Terminal 21, o Siam Center e o Siam Paragon. E valem muito a visita!

 

Shopping MBK Center

Shopping MBK Center

 

Como não tivemos muito tempo em Bangkok, só conhecemos o MBK Center, que é um dos shoppings mais procurados pelos turistas e que é um pouco diferente dos shoppings que conhecemos.

Na verdade, os andares do MBK são divididos por tipos de produtos. Os três primeiros são como um Aliexpress ao vivo, neles se encontra uma infinidade de produtos de marca (ou quase de marca 😂). Nestes andares você consegue comprar réplica de tênis, relógios, camisas, shorts, bijuterias, perfumes e várias outras coisas.

O 4º e o 5º piso são os meus favoritos. Estes pisos10 coisas para se fazer em Bangkok - guia completíssimo!são repletos de lojas com produtos eletrônicos, e, pelo menos pelo que pude perceber, os produtos são realmente originais haha. O quinto andar é a perdição para os fotógrafos, lá tem várias lojas especializadas nas principais marcas de câmeras, além de Gopro e acessórios.

Os preços são bem melhores que os das lojas brasileiras e ainda há a possibilidade de negociar os valores. Nós compramos alguns cartões de memória e um Dome para a Gopro lá.

No sexto piso tem uma enorme praça de alimentação, onde os restaurantes servem os mais diferentes tipos de comida.

Já o Terminal 21 é um shopping mais sofisticado, possuindo lojas de várias marcas famosas (Nike, Oakley, Esprit…). O shopping divide seus andares por temas relacionados a uma cidade específica. O 4º andar, por exemplo, é inspirado em São Francisco e tem até  réplica bem grandinha da Golden Gate.

Siam Center também possui várias marcas conhecidas (tem até Havaianas!) e uma praça de alimentação com muitas variedades de restaurantes. Este shopping tem ligação direta ao Discovery Center e ao Paragon.

Discovery é mais parecido com os shoppings que temos por aqui, e dentro dele existe uma das 13 filiais do Museu Madame Tussauds. Este museu é super diferente, já que suas obras são bonecos de cera imitando artistas famosos! Os bonecos são muito realistas, dê só uma olhada no site do Museu!

Por fim, o Siam Paragon que é de longe o mais luxuoso de Bangkok, e possui dentre suas lojas grifes como Louis Vuitton, Prada e Dior. Se você pretende fazer compras por lá, prepare o cartão! Mas, mesmo se você for mochileiro pé rapado como a gente quiser economizar, o Siam merece uma visita, suas lojas possuem uma decoração incrível parecendo que foram desenhadas por artistas.

 


4 – Perder-se pelos vários templos budistas

Bangkok possui uma infinidade de templos budistas espalhados por suas ruas, sendo que eles são de longe as principais atrações da cidade. Tal fama deve-se a grandiosidade e aos detalhes que os templos apresentam. Todos são minuciosamente decorados, nos dando a impressão de que levaram séculos para ficarem prontos.

Os principais templos de Bangkok são: Wat RatchanatdaramWat SaketGrand PalaceWat PhoWat BenchamabophitWat Traimit e Wat Arun.

Templos em Bangkok

Templos em Bangkok

Nós reservamos dois dias e meio para conhecer alguns dos mais famosos templos da cidade e com um roteiro corrido conseguimos visitar 6 templos.

Com tantos templos lindos, vale a pena pesquisar antes e montar um roteirinho de quais visitar. Estando hospedado próximo à Khao San, dá pra conhecer muitos deles à pé.

No post “Quais templos visitar em Bangkok“, contamos como é cada um deles e também damos várias dicas para você programar o seu roteiro. Não deixe de conferir!

 

5 – Relaxar com uma boa massagem

Se tem uma coisa que a gente vê em grande quantidade pelas ruas de Bangkok são lugares oferecendo massagem. Tem pra todos os gostos! Desde aquelas massagens mais relaxantes, feitas com óleos terapêuticos, até as mais intensas, que são chamadas de Thai Massage e que envolvem movimentos de yoga, com pressão em pontos específicos do corpo!

10 coisas para se fazer em Bangkok - guia completíssimo!

Massagem na rua Rambuttri

Os principais locais para se fazer massagem por lá são as lojinhas de rua. Na própria Rambuttri, a gente encontrou várias, e, inclusive, fizemos a foot massage por duas vezes lá. Pagamos 150 Bahts por meia hora de massagem, o que equivale a  +ou- R$15,00 reais.

Vocês não fazem ideia do quanto é bom poder fazer uma massagem tailandesa nos pés depois de circular por Bangkok! Sério, parece até que renovamos a energia! haha

Mas, para quem quiser algo mais requintado, existe a franquia Healthland, que são tipo spas. O preço de lá é mais salgadinho (1.200 Bahts por 1 hora de massagem), sendo que eles oferecem vários tipos de tratamento de beleza também.

Dica: no templo Wat Pho existe uma das mais respeitadas escolas de massagem do mundo.

Outra opção é a fish massage (mergulha-se os pés num enorme aquário cheio de peixinhos, e eles comem a pele morta dos pés). Não aconselho esse tipo de massagem pra quem tem cócegas! 😅

 


6 – Aventurar-se pela histórica Ayutthaya

Ayutthaya foi a primeira capital da Tailândia sendo a principal cidade do país por mais de 400 anos. O Reino era tão grande que a cidade, nos seus anos mais prósperos, possuía mais de 1500 templos budistas!

Conta a história que em 1767 os birmaneses invadiram a cidade e com seus exércitos destruíram tudo o que encontraram. Todo o ouro e pedras preciosas que haviam em Ayutthaya também foram levados. Tudo o que sobrou por lá foram as ruínas.

O complexo foi reconhecido pela UNESCO como patrimônio da humanidade e atrai viajantes e historiadores de todas as partes do mundo!

Ayutthaya lembra aqueles cenários de filmes de aventura,  cheio de templos ancestrais e ruínas que dão um clima muito diferente ao lugar. Algo muito interessante para se ver por lá também são as estátuas de buda que foram decapitadas pelos birmaneses. Existem centenas delas, sendo que algumas são quase irreconhecíveis.

Conhecer este lugar fantástico é muito fácil se você estiver em Bangkok. A cidade fica a 80km da capital e o viajante pode optar por ir sozinho (trem, táxi, ônibus) ou contratar um passeio (que foi o que a gente fez). Reserve um dia inteiro para conhecer o lugar.

O passeio pode ser contratado diretamente nas várias agências de turismo que ficam próximas ou mesmo na Khao San.

Confira o post: Como conhecer as ruínas de Ayutthaya em um dia!

 

Ruínas de Ayutthaya

Ruínas de Ayutthaya

 

7 – Tomar um drink em um Rooftop

Nada melhor do que tomar um bom drink com uma vista incrível, não é? Em Bangkok você pode fazer isto em grande estilo!  Os chamados rooftop bars, bares e restaurantes que ficam no topo dos grandes 10 coisas para se fazer em Bangkok - guia completíssimo!prédios da cidade estão espalhados por várias regiões.

Um dos mais conhecidos é o Sky Bar, onde fica o famoso restaurante Sirocco. Neste bar foram gravadas cenas do filme “Se beber não case 2”, dai a fama dele.

Não fomos no Sky Bar, mas lemos em alguns relatos que os preços de lá são bem altos. Então, caso pretenda conhecê-lo, vale a pena dar uma pesquisada antes de pedir aquele jantar maravilhoso com sobremesa! 💸💸💸

Dica: muita gente que faz questão de conhecer o Sirocco, mas não está afim de deixar um rim lá, entra no bar, conhece o ambiente, tira algumas fotos e depois vai embora. Não testamos esta técnica, mas dizem que o pior que pode acontecer é um segurança te olhar com cara feia. 😂😂😂

Nós aproveitamos uma das duas noites que passamos no Novotel Sukhumvit 20, para conhecer o rooftop de lá, o Sky on 20. A vista era linda demais! Os preços de lá são bem mais próximos da realidade, os drinks, como os da foto, custavam em média 250 Bahts (+ou- 23 reais).

 

Vista do Roftop do Novotel

Vista do Roftop do Novotel

 

8 – Dar uma volta de tuk-tuk

Bom, antes de qualquer coisa, é extremamente importante que seu seguro de viagem esteja ok! Não que seja perigoso andar a mil por hora pelas ruas de Bangkok, atravessando sinais vermelhos e cortando os carros pela direita e pela esquerda, mas sempre é bom se prevenir, né? 😆

Os preços dos tuk-tuk também não são muito bons se comparados à uber ou taxi. A dica é sempre negociar. Em uma corrida que de início sairia por 300 bahts, dá pra diminuir pra 200 baths ou até mesmo 100 baths, tudo depende do seu espírito negociador. Outra dica infalível: não feche com o motorista logo de cara. Se ele não abaixar o preço, fale que não quer, que vai de táxi, vire as costas e saia andando, a chance de ele te chamar de volta e e aceitar o seu preço é de 99%.

Nós só andamos de tuk-tuk uma vez, mas essa única vez foi o suficiente para garantir emoção para a viagem inteira!

 

Tuk-Tuk, só os mais corajosos sobem em um desses! haha

Tuk-Tuk, só os mais corajosos sobem em um desses! haha

 

9 – Conhecer o Mercado do Trem de Maeklong

Este passeio nós não tivemos tempo de fazer, mas vimos muitos relatos positivos sobre ele e não podemos deixar de indicar.

O Mercado do Trem é na verdade uma feira que fica sobre os trilhos de um trem. Mas é claro que não passa trem por lá, certo?

Errado!!! Por mais incrível que pareça, a feira fica montadinha e, minutos antes do trem passar, os feirantes recolhem tudo que estava pelo chão e, como se não houvesse uma feira ali, o trem passa. Em seguida, está tudo no chão novamente.

Se você já foi, deixe um comentário contando como foi sua experiência! 😉

 

 

10 – Fazer uma tatuagem

Muito além de estética, as tatuagens fazem parte da cultura e da religião tailandesa.

As Sak Yant são as tatuagens mais famosas da Tailândia. Elas não são simples desenhos sobre a pele, mas representam mantras budistas e símbolos de proteção e bênção que devem ser respeitados por aqueles que as possuem para garantir que os poderes espirituais que elas carregam permaneçam em constante funcionamento. Este tipo de tattoo pode ser feita nos estúdios de tatuagem e, caso o interesse seja realmente espiritual, deve-se fazê-las em um templo.

Gao Yord – é a Sak Yant mais poderosa. Ela traz os nove picos onde residem os deuses hindus e também possui as nove representações de buda

Gao Yord – é a Sak Yant mais poderosa.
Ela traz os nove picos onde residem os
deuses hindus e também possui as nove
representações de buda

 

Como a Geisi queria algo mais delicado, optou por fazer uma tatuagem em um estúdio convencional. O estúdio escolhido foi o OD Tatoo, que fica no bairro Sukhumvit. Não fomos com hora marcada, simplesmente chegamos, esperamos o tatuador terminar uma tatuagem e já foi a vez dela. Nós recomendamos esse estúdio, é bem higiênico, a tatuagem é bem feita e o pessoal de lá é muito maneiro!

 

Tatuador do studio OD em Bangkok

Tatuador do studio OD em Bangkok

Tatoo feita em Bangkok

Tatoo feita em Bangkok

 

Esta é nossa lista de opções de coisas para se fazer e lugares para se visitar em Bangkok. Caso você tenha alguma dúvida, é só deixar um comentário que eu ou a Geisi podemos tentar ajudar. AH! E caso você já tenha rodado por BKK e tenha mais alguma sugestão, conte ai pra gente. Pretendemos voltar lá em breve e dicas nunca são demais, não é?

Um forte abraço!

 

Curtiu o post? Ele saiu de um mochilão de 21 dias que fizemos na Tailândia. No Blog Viajando na Janela tem muitos outros! Acompanhe a gente por aqui no Mochila Brasil e por lá também!

 

Votar

9 pontos
Upvote Downvote

Total de Votos 11

Votos Positivos: 10

Upvotes percentage: 90.909091%

Votos Negativos: 1

Downvotes percentage: 9.090909%


Comentários do Facebook

comentários

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top

E aí, tudo bem? Bora logar!

Entrar

Esqueceu a senha?

Ainda não tem uma conta? Cadastro

Fechar
de

Enviando Arquivo…