Blog

10 bebidas brasileiras para apresentar ao amigo gringo

Comidas e bebidas carregam em si muito da cultura de um país e em um de dimensões continentais como o nosso, cada região tem suas especialidades.  Abaixo listamos 10 bebidas (alcoólicas e não alcoólicas) para apresentar àquele amigo gringo ou até mesmo ao amigo brasileiro de outro Estado.

1- Caipirinha – Oferecida em bares de todo o país, dispensa apresentações e a maioria dos gringos em viagem ao Brasil já experimentou uma, portanto ele provavelmente não achará que você está lhe mostrando algo novo, mas… você, bom brasuca que é, pode levar o amigo pra tomar “A capirinha”.
A mistura de cachaça, limão (geralmente Taiti) com casca, gelo e açúcar costuma agradar todos os paladares. As caipirinhas também têm variações substituindo o limão por outras  frutas, como a tangerina ou mexerica ou até mesmo o maracujá.

2- Pinga/Cachaça – Além da versão misturada que gera a caipirinha, um bom amigo apresenta a um bom amigo, uma boa cachaça ou pinga, como em alguns Estados a aguardente feita de cana-de-açúcar é conhecida.

Cachaça Anísio Santiago – Foto: Silnei L Andrade

3- Caldo de cana: Podemos chamar o Caldo de cana de “suco de cana” (lembrando como o trapalhão Mussum chamava a cerveja de suco de cevadis – cevada). Também conhecido como garapa, o caldo extraído da moagem da cana é consumido in natura e é pura energia.
Somado a um bom pastel de feira, é a ‘cara’ de São Paulo.
Há também versões com hortelã e abacaxi, ou de abacaxi com hortelã.

4- Guaraná –  Originário da Amazônia, portanto também encontrado nos vizinhos Colômbia, Peru e Venezuela, a frutinha do guaranazeiro rendeu uma típica ‘soda’ brasileira e foi aqui que ganhou fama.
Há várias marcas de refrigerantes oferecendo guaraná no mercado brasileiro, tanto nas versões diet como na convencional. A mais conhecida delas, a Antarctica é até patrocinadora da seleção brasileira de futebol, e se esse fato for citado, aí é que a conversa não acaba mais. Apesar de andarmos com uma “selecinha”, ainda somos a “Terra do Futebol”, pelo menos para os gringos.
O fator estimulante vem da grande quantidade de cafeína que há nos frutos do guaranazeiro.
Bônus track: Guaraná Jesus – Criado em 1920 por um farmacêutico e desde 2006 fabricado pela Coca-Cola o guaraná rosa maranhense tem um leve sabor de cravo e canela e no Estado do Maranhão é vendido até em grandes redes de fast-food como parte dos “combos”. Só tem lá!

Guaraná Jesus / Foto: Divulgação

Guaraná Jesus / Foto: Divulgação

5- Cajuína – Bebida feita a partir do Caju, fruta nativa brasileira é até música de um dos maiores ícones de (boa) música brasileira, Caetano Veloso. Símbolo cultural da cidade de Teresina, capital do Piauí, a bebida não alcoólica é típica do nordeste do país.
Como o Guaraná Jesus, também foi criada por um farmacêutico, só que em 1900, que via nela um substituto benévolo à cachaça – um ação de combate ao alcoolismo.
Bônus track: Um bom suco de caju natural também é boa pedida para apresentar ao amigo. Bem como de todas as nossas frutas típicas como cajá, cupuaçú, umbu, acerola etc.

Cajuína - Foto: Bruno Spada / ASN

Cajuína é fabricada por diversas empresas – Foto: Bruno Spada / ASN

6- Água de coco – você pode achar estranho alguém não conhecê-la, mas pode haver sim, principalmente àqueles amigos que ainda não visitaram muitos destinos tropicais, ou que tiveram receio de experimentar.
Só não vale convidar o cara pra tomar uma água de coco de caixinha. Água de coco bem geladinha (coco de coqueiro anão tem a água mais docinha, pelo menos dos que eu já experimentei), cujo coco foi aberto na hora, numa bela praia brasileira ou depois de um trekking (porque é uma bebida hidratante) é boa opção para qualquer ser humano.

Água de coco é hidratante natural - Foto: Claudia Severo / Mochila Brasil

Água de coco é hidratante natural – Foto: Claudia Severo / Mochila Brasil

Chimarrão tradicional - Foto: Escola do Chimarrão

Chimarrão tradicional – Foto: Escola do Chimarrão

 

7- Chimarrão – A bebida feita com erva-mate é uma instituição nos Estados do sul do país e principalmente no Rio Grande do Sul (bem como nos vizinhos Argentina e Uruguai). Até em suas andanças mundo afora os gaúchos levam consigo suas cuia (recipiente onde vai os ingredientes), bomba (aquela espécie de canudo/filtro metálico), água quente (sem ferver) e a erva.
O ato de compartilhar o chimarrão num grupo também é algo tradicional e simbólico e um bom momento de interação entre amigos e familiares.

8- Tereré ou Tererê – Peço desculpas aos especialistas, mas posso chamar o Tereré de um chimarrão frio. Bastante tradicional nos Estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul e também no vizinho Paraguai, assim como o chimarrão tem origem nas culturas indígenas da América do Sul.
Além da água fria, outra diferença com relação ao Chimarrão é seu recipiente, a guampa que é feita com chifre de boi.

 

Batidas geralmente levam leite condensado - Foto: Divulgação / Nestlè

Batidas geralmente levam leite condensado – Foto: Divulgação / Nestlè

9- Batidas – Feitas com cachaça, vodka ou outro destilado, geralmente com açúcar ou leite condensado, misturados à variadas frutas é muito comum em festas populares de todo o Brasil, bem como em praias de todo o país.
Muitas contam com bastante criatividade por parte dos vendedores que dão os mais engraçados e diferente nomes aos seus coquetéis. Escolha aquela especial para apresentar ao amigo gringo.

10- Vitaminas – Nenhuma novidade pra nós que as consumimos desde pequeninos e as encontramos em várias padarias e lanchonetes Brasil afora, mas as frutas misturadas com leite e açúcar podem ser um boa surpresa para um paladar estrangeiro.
Não que não haja isso em outros países, mas você pode indicar “A vitamina” e incitar o amigo a experimentar sabores pouco convencionais até pra nós, do tipo manga com leite ou a para nós, basicona vitamina de abacate (boa parte dos gringos conhecem pratos salgados com a fruta, como por exemplo o mexicano Guacamole e, misturar a fruta com leite e açúcar pode ser uma surpresa pra ele).

E você, que outra bebida não deixaria de apresentar a um amigo gringo? E onde estão as melhores opções delas?

Comentários do Facebook

comentários

4 Comments

4 Comments

  1. Rogerio Andrade

    12 de março de 2015 at 14:14

    Dá pra tomar o Guaraná Jesus em algumas pastelarias do bairro da Liberdade em São Paulo também!

  2. chopp

    20 de dezembro de 2012 at 13:40

    Muito bom esse blog, adorei!
    Parabéns pela matéria e pelo estilo dele…AMEI

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top

E aí, tudo bem? Bora logar!

ou

Entrar

Esqueceu a senha?

Ainda não tem uma conta? Cadastro

Fechar
de

Enviando Arquivo…