Blog

Córdoba (Argentina) sob a visão de uma brasileira


Olá Desbravadores!

Uma das maravilhas da vida, na minha humilde opinião, é conhecer alguns destinos pelos olhos de seus moradores. Quando essa moradora é uma brasileira, a história fica 100 vezes melhor! Assim surgiu o convite para que a Thais Mettitier nos contasse sobre Córdoba, na Argentina, vamos conferir?

Córdoba por Thais Mettitier

Há um ano, quando meu esposo me contou da oportunidade de viver na Argentina, fiquei eufórica. Confesso que, para mim, Argentina era resumida em Buenos Aires, e nunca tinha me encantado a ideia de conhecê-la.

Pois bem, a oportunidade se consolidou e o destino era Córdoba-AR, mas… pera aí! Que lugar é esse? E Buenos Aires? Foi aí que descobri que não é só de Buenos Aires que vive a Argentina.

cordoba_agFoto: Creative Commons

Lhes apresento, Córdoba: uma cidade encantadora com 1,39 milhão de habitantes, arrisco dizer pacata, pois nos remete às cidades de interior, mas que tem seu esplendor de cidade grande. Localizada na região central do país, e para nossa surpresa, a segunda maior cidade da Argentina.

Patio_principal_del_Rectorado_de_la_Universidad_Nacional_de_Córdoba

Foto: Creative Commons / Universidade Nacional de Córdoba

É considerada uma cidade universitária, sendo a Universidade Nacional de Córdoba a mais antiga do país e uma das mais importantes da América Latina, o que atrai a atenção de muitos estudantes.

Córdoba foi colonizada pelos espanhóis e por isso agrega muitos monumentos históricos, edifícios, museus, igrejas e diversos outros pontos turísticos, como parques, praças e La Cañada: um rio que vem da serra, passa por grande parte da cidade e, no centro, se une ao Rio Suquía. Uma curiosidade, é que este fluxo foi canalizado em 1930 e provocou inundações desastrosas. Hoje, La Cañada é um grande ponto de referência para os cordobeses, tem toda uma estrutura para conter as inundações e é incrível ver o quanto o rio sobe. Com certeza ele é um charme à parte da cidade.

La_Cañada_de_Córdoba_2009-11-26

Foto: Creative Commons / La Cañada

Outro queridinho de Córdoba é o prédio histórico Manzana Jesuítica, localizado no centro da cidade e declarado Patrimônio Mundial da Humanidade, local onde os jesuítas iniciaram diversos estudos sobre o corpo e a mente, dando origem à Universidade Nacional de Córdoba.

Falando sobre os jesuítas, eles têm grande importância na cultura e formação histórica da cidade. Prova disso é o Camino de las Estancias Jesuíticas, uma rota turística que passa por seis cidades vizinhas à Córdoba Capital, mostrando a cultura, tradição e costumes desse povo.

Manzana Jesuita, Córdoba, Argentina

Foto: Creative Commons / Manzana Jesuita

Como se não bastasse toda a riqueza cultural, Córdoba possui belíssimas igrejas, como a Catedral da Praça San Martin, ponte de saída do ônibus turístico que percorre todos os principais pontos da cidade. Outra igreja que adoro visitar e perder horas admirando é a Igreja dos Capuchinhos, onde é possível contemplar uma analogia da existência humana e sua relação com Deus, um símbolo do amor divino, uma mistura de arquitetura gótica e romântica no bairro Nueva Córdoba. Esta igreja fica ao lado do complexo cultural Buen Pastor, onde encontramos uma variedade de atividades artística. Nas noites em Buen Pastor, acontece a apresentação de um charmoso balé de águas em seu grandioso chafariz.

Paseo_del_Buen_Pastor_Córdoba_2008-07-18

Foto: Creative Commons / Buen Pastor

Cansou do passeio? Tudo bem! Vá até um parque ou praça e compartilhe um tradicional mate (chimarrão) com os argentinos. Se quiser mais animação vá a um dos tantos Boliches (baladas) que a cidade possui, mas não esqueça de provar o famoso Fernet, bebida alcoólica feita de raízes amargas. Mas se uma balada é demais pra você e mesmo assim quer animação, em Córdoba você encontrará pubs, rooftops (bares com sacadinha), bares que se transformam em baladas no decorrer da noite e muitos outros estilos.

Se a fome bateu, e os manís (amendoins que acompanham as bebidas alcoólicas) não foram suficiente, experimente uma Papa con Huevos (batata frita com ovo mexido) ou um lanche bem tradicional, como o Lomito, que é um tipo de sanduíche com uma fina fatia de carne. O melhor e mais indicado é o do Betos Lomitos!

sanhonorato

Foto Vivi francia / San Honorato

Agora, se você quer uma experiência completa, recomendo o restaurante San Honorato, um lugar aconchegante, com um cardápio que vai além das carnes: que tal uma massa? Experimente o Sorrentino: uma massa similar à de ravioli e com recheios distintos, como carne de carneiro. Depois de pedir seu prato, desça até a Cava. Lá você pode conversar com um senhorzinho para lá de simpático que é dono do estabelecimento, degustar algumas taças de vinho e petiscos tradicionais da região, como o Jamon Crudo, e se deliciar nesse ambiente hospitaleiro.

Eu e minha familia na Cava do Restaurante San Honorato

Foto: Thais e sua família na Cava do Restaurante San Honorato

E aí… tá pronto para viver um pouco mais da Argentina?

Se quiser saber mais sobre onde se hospedar em Buenos Aires, leia a matéria sobre hospedagem na America Latina.

Au Revoir, Ciao, Hasta Luego, See you later, Até logo!

Michellândia

Nas redes

Facebook: @blogmichellândia
Instagram: @blog_michellandia
Blog: www.michellandia.com

Foto Capa: Creative Commons

Votar

5 pontos
Upvote Downvote

Total de Votos 5

Votos Positivos: 5

Upvotes percentage: 100.000000%

Votos Negativos: 0

Downvotes percentage: 0.000000%


Comentários do Facebook

comentários

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top

E aí, tudo bem? Bora logar!

ou

Esqueceu a senha?

Ainda não tem uma conta? Cadastro

Forgot your password?

Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Fechar
de

Enviando Arquivo…