Blog

Cansado da crise, casal grego dá volta ao mundo a bordo de uma Vespa

No auge da crise Grega em 2013, com as bombas de gás voando pela Praça Syntagma, Stergios Gogos e Alexandra Fefopoulou ainda não se conheciam. Alexandra estudava Filosofia na Universidade de Creta e Stergios trabalhava como garçom em cafés e restaurantes em Salonica, sua cidade natal. Cansados e sufocados por tudo que ocorria em seu país,  decidiram então cair na estrada, cada um a sua maneira. Stergios vendeu tudo que tinha e partiu com sua Vespa PX200 e Alexandra viajou à África para fazer uma pesquisa para o seu PHD. Por essas coisas do destinos, ambos se conheceram enquanto estavam perambulando pela República Democrática do Congo e então amigos. Pouco tempo depois, os dois se reencontraram em Joanesburgo (África do Sul) e decidiram partir para um “test-ride” de um mês pela África do Sul e Lesoto e… Voilà, depois disso não se separaram mais.   O “triangulo amoroso”, Gogos, Fefopoulou e Kitsos (a Vespa) está na estrada até hoje,  já rodou 180.000 km por 27 países em 3 continentes e não pretende parar.

11402446_1124863327531248_5859304055430151023_o

O “triangulo amoroso”: , Stergios Gogos, Alexandra Fefopoulou e Kitsos (a Vespa) – Foto: Worldvespa

11872199_1256328591051387_4160683264748412155_o

A caminho do Monte Fitz Roy em El Chaltén no extremo sul da Argentina – Foto: WorldVespa

De Novembro de 2013, quando ainda não se conheciam até Janeiro de 2015 quando, os dois cruzaram a África. Passaram por Marrocos, Sahara Ocidental, Mauritânia, Senegal, Mali, Burkina Faso, Gana, Togo, Benin, Nigéria, Camarões, República do Congo, República Democrática do Congo, Zâmbia, Botswana, Namíbia, África do Sul e Lesoto.   Entre janeiro de 2015 e março de 2016  viajaram pela América do Sul,  atravessaram a Argentina, Uruguai, Paraguai, Bolívia, Peru, Chile e Brasil.

A meta agora é seguir a viagem até a América Central e, de lá, seguir para os Estados Unidos e Canadá, até chegarem no Alaska.

A viagem é financiada com recursos próprios: “Conseguimos viver com menos de 20 euros por dia. O próximo plano é fazer um filme e um livro sobre nossa viagem pela África.” relatou Alexandra em uma entrevista para a CNN da Grécia.  “Quando comecei a viajar, vendi tudo que eu tinha, (a minha segunda moto, meu telefone, minha bicicleta…) e juntei com o dinheiro que economizei trabalhando. O plano era (e é) passar o dia com o menos dinheiro possível. Os patrocinadores também têm nos ajudando com equipamentos que precisamos (peças, equipamentos de camping, capacete) e também escrevemos para revistas interessadas em nosso trabalho”, completa Stergios, que para não ficar na mão, fez um curso de mecânica de 2 anos, o que garante a manutenção da motoca durante os vários quilômetros percorridos.

O casal em seu hotel com milhões de estrelas no Salar de Uyuni - Bolívia. Foto: WorldVespa

O casal em seu hotel com milhões de estrelas no Salar de Uyuni – Bolívia. Foto: WorldVespa

Até agora a viagem já consumiu 2.400 litros de gasolina, 54 litros de óleo 2 tempos e 130 litros de cerveja, o que me pareceu bastante justo! 😀

No site e no Facebook do projeto que foi batizado de WorldVespa, você pode acompanhar a aventura do casal.

Mais aventuras de moto no Brasil e no mundo, aqui.

Votar

2 pontos

Total de Votos 4

Votos Positivos: 3

Upvotes percentage: 75.000000%

Votos Negativos: 1

Downvotes percentage: 25.000000%

Comentários do Facebook

comentários

1 Comment

1 Comment

  1. Paulo San

    6 de novembro de 2016 at 22:24

    Ótima postagem! Agregou muito. Parabéns!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top

E aí, tudo bem? Bora logar!

ou

Entrar

Esqueceu a senha?

Ainda não tem uma conta? Cadastro

Fechar
de

Enviando Arquivo…