Blog

Capitólio por R$ 15,00 (Camping + Refeição)…


Depois da dica que demos da Praia do Sono (aqui) onde gastamos R$ 10,00 por dia, chegou a hora de relatar outra viagem naquele padrão Eco Durismo, dessa vez para Capitólio em MG, onde nosso orçamento foi de R$ 15,00 ao dia, incluindo camping e almoço (a vontade), acreditem.
Antes de começar, gostaríamos de relatar que essa viagem rolou há 1ano e meio, e também contamos com um pouco de sorte na época, por isso os preços podem ter sido alterados, mas com certeza deve continuar a opção mais em conta pra quem quer visitar esse “mar” em plena Minas Gerais.
Nessa viagem, percorremos ao todo 21 cidades entre RJ, MG e GO, e por isso estávamos economizando ao máximo. Saimos de São Thomé das Letras por volta de 11h e seguimos viagem sentido Capitólio, onde chegamos quase no final da tarde e já começamos a procurar lugar pra passar a noite.

Não é de hoje que Capitólio está na lista dos picos mais requisitados em MG, e naturalmente os preços cada vez mais salgados, e nós, duros viajantes, penamos cada vez mais pra achar um local pra dormirmos, comermos, respirarmos, etc…

Bem, começamos a procurar algumas pousadinhas em beira de estrada e os preços eram desanimadores para o padrão Eco Durismo, e após 3 ou 4 tentativas, todas na média de R$ 100 a diária, uma lágrima começava a escorrer por ter nascido pobre.

 

Como num filme dramático, ou um episódio triste do Chaves, caminhamos cabisbaixos até a Represa de Furnas para admirar o Por do Sol, que pelo menos isso, a gente não precisaria pagar. Eis que lá, naquele pôr do sol maravilhoso, surge a mina de ouro, o pote no final do arco íris, o portal para o paraíso, etc… Bem no terreno da represa avistamos a pequena plaquina cravada na terra: Área de Camping a 1700 metros. Só quem ta viajando duro, chegar numa cidade que tudo é caro e avistar uma placa dessa é mais prazeroso que ganhar na loteria.

Seguimos até onde indicava a placa e chegamos a um lindo terreno cercado, com portaria, banheiros quentes, pontos de luz e na beira da cachoeira. O camping estava absolutamente vazio, inclusive nem o responsável se encontrava, e que nos recebeu foi um cara que disse ser primo de um funcionário, que disse que poderíamos acampar, mas nem sabia o valor das diárias, mas que a qualquer hora o responsável chegaria e nos informaria. Passamos 3 dias, e ninguém apareceu.

 Hospedagem a R$ 5,00 a diária.

Como relatado, ficamos num camping localizado dentro do terreno da Represa de Furnas, numa estradinha de 1700m. O camping se chama Quebra Anzol e possui a estrutura padrão de um bom camping: Chuveiros quentes, banheiros amplos, pontos de energia e ainda uma cachoeira de respeito no terreno. Nenhum responsável chegou durante os três dias que ficamos no local.

A pessoa que nos recebeu se apresentou como primo de um funcionário, e o mesmo também estava lá há alguns dias esperando também o tal primo, que não aparecia. No último dia, antes de partir procuramos esse rapaz para avisar que estávamos de partida e queríamos pagar, pois somos duros, porém honestos. Pra nosso azar (ou sorte) não encontramos de jeito nenhum o rapaz, que estava dormindo na única casal do camping (provavelmente de seu primo). Chamamos, chamamos e nada, apesar da janela aberta e a tv acesa. Até que mais uma ajuda de Deus (que sempre ajuda os bêbados, as crianças e os duros também)… ao lado da casa, encontramos uma placa jogada no cão com os preços do camping. Provavelmente já defasados, pois o material parecia estar sendo descartados, mas pra gente era a única referência que poderíamos ter naquele momento e acreditem: Taxa de camping R$ 5,00 por pessoa… Aquele momento, que o sorriso vai até a orelha… Enfim, deixamos o dinheiro na janela da casa e partimos para outro destino.

 Refeição a R$ 10,00 (a vontade)

Bom pra completar o paraíso, próximo ao camping, na beira da estrada havia um posto de combustível 24h que servia refeições pelo o valor de R$ 9,99, daquelas que os caminhoneiros fazer pratos mais pesados que a própria carga de seu caminhão.

Os mais frescos devem ler isso e já pensar: Ah não vou comer em posto de gasolina, e com esse preço não deve ser bom. Manooooo… a comida é deliciosa, cozinha mineira bem caseira e tudo muito fresquinho… comíamos todo santo dia lá, que nem um animal e era suficiente pra segurar o dia todo… R$ 9,99 à vontade, incluindo docinhos de sobremesa e café grátis… Paraíso!!!

 Passeios

Capitólio é privilegiada e pelo volume de água, tem momentos realmente que se acredita que aquilo é um mar. Há diversas cachoeiras, canions,  rios, etc… como estávamos de passagem, ficamos pouco tempo na cidade e visitamos o essencial, como o complexo Paraíso Perdido, que pagamos na faixa de R$ 25 cada pra ficar o dia inteiro… São piscinas naturais e quedas de respeito… lugar realmente incrível.

Fizemos também o passeio de barco, que muitas vezes é oferecido por preços altos e visita lugares que se chega a pé… como todo bom viajante duro, vai procurar até o final a opção mais barata e fomos até a cachoeira Lagoa Azul (que se chega a pé) e de lá pegamos um barco até as outras por R$ 50,00 por pessoa.

Quer saber mais e acompanhar as próximas viagens, só nos seguir: Facebook , instagram e blog.

Votar

38 pontos
Upvote Downvote

Total de Votos 64

Votos Positivos: 51

Upvotes percentage: 79.687500%

Votos Negativos: 13

Downvotes percentage: 20.312500%

Este post foi criado com o nosso formulário super fácil e rápido! Envie seu post!


Comentários do Facebook

comentários

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top

E aí, tudo bem? Bora logar!

Entrar

Esqueceu a senha?

Ainda não tem uma conta? Cadastro

Fechar
de

Enviando Arquivo…