Blog

Como viajar com bitcoins

Ao contrário do que muitos pensam, o Bitcoin não é apenas uma “moeda virtual”, ele é sobretudo o pai de uma nova tecnologia chamada de “Blockchain“. Para você ter uma ideia do quanto isso é inovador, essa mesma tecnologia está sendo utilizada por um consórcio que envolve os maiores bancos do mundo, o R3 Consortuim  e provavelmente muito em breve substituirá as atuais tecnologias utilizadas no mundo das finanças.

Com a tecnologia atual, transferir dinheiro de um país para o outro ainda demora mais que levar o dinheiro em cash em uma viagem de avião. Com a tecnologia do Blockchain isso será feito em minutos ou até mesmo em segundos.

E o que isso tem a ver com sua viagem?

Como forma de pagamento o Bitcoin ainda engatinha, mesmo assim já há sites de turismo que aceitam a moeda, como é o caso dos sites BTCTripCheapAirExpedia.com, Destinia, e mais de 100.000  estabelecimentos mundo afora,  mas além disso, ele pode servir pra algo ainda mais útil: pode ser uma forma extremamente segura de “carregar dinheiro”.

Criando uma carteira de Bitcoins

Para adquirir a criptomoeda você precisa antes criar uma wallet, que é uma espécie de “conta bancária” que tem como única função armazenar as chaves criptográficas de 52 caracteres alfanuméricos do Bitcoin. Nestas chaves criptográficas estarão registrados quantos bitcoins você possui.
Já que a intenção é utilizar o Bitcoin pra viajar, eu recomendo que você use uma carteira que possa ser acessada via APP ou por qualquer computador e que, principalmente, possua a opção de saque via cartão de débito.

 As principais carteiras com cartões de débito são:

  • AdvCash – É um dos mais utilizados por brasileiros. Você pode escolher ter um cartão virtual ou um cartão físico com bandeira Mastercard para fazer retirada em espécie em qualquer ATM mundo afora.
  • Satoshi Tango – É outra plataforma muito utilizada pelo público brasileiro com carteira web, aplicativo e cartão de débito com bandeira VISA  para fazer retirada em espécie em ATM´s.
  • Xapo – Além de ser um carteira multimoedas, você também pode comprar bitcoins e pedir um cartão de débito.

Como comprar Bitcoins

Uma vez criada sua carteira, ela irá gerar chaves criptográficas para que nelas sejam feitos os depósitos em dinheiro que serão convertidos em Bitcoins. Nas plataformas citadas acima existe a opção de comprar Bitcoins com cartão de crédito, mas você pode comprá-los com dinheiro vivo ou via depósito bancário através de uma exchange (corretora de cambio) de Bitcoins.  As mais confiáveis e mais utilizadas no Brasil são:

  • FoxBit – Exchange americana com escritório em São Paulo, bastante utilizada por brasileiros.
  • Mercado Bitcoin – É a exchange brasileira com maior volume de vendas no país depois da Foxbit.
  • Bitcoin to You – A segunda exchange brasileira em volume de negociações.
  • LocalBitcoins – É uma plataforma de compra e venda e nela você escolhe o local onde está o vendedor e como quer pagar. O sistema também oferece as avaliações dos usuários e a transferência de bitcoins é feita entre carteiras de dentro da plataforma, o que aumenta a segurança das negociações.

E a volatilidade?

O maior problema é a volatilidade da moeda, ou seja, seu valor se comporta como ações vendidas nas bolsas de valores, mas isso também pode ser mais uma vantagem do que um problema e há quem ganhe dinheiro comprando e vendendo criptomoedas. Desde sua criação o valor do Bitcoin já variou muito, em 2011 cada moeda valia menos de 1 dólar e quem comprou 1.000 bitcoins nesta época e os guardou, hoje está milionário. Em dezembro de 2013 ele chegou a sua cotação máxima, ultrapassando os US$ 1.000 cada.  Em janeiro de 2015 a moeda caiu para US$ 215. Hoje ela está cotada na casa dos US$ 700 e quem entende do assunto diz que a tendência dela é subir e, dessa vez, ultrapassar seu antigo recorde.

No gráfico abaixo você pode ver a variação do preço da moeda nos últimos 6 anos. No dia 18 de julho de 2010, custava US$ 0.07 e no dia 31 de outubro de 2016, foi cotada a US$ 698.63

coindesk-bpi-chart

A cotação da moeda pode ser acompanhada neste link aqui.

Ele viajou só com Bitcoins

O viajante Felix Weis nascido em Luxemburgo, já viajou 27 países e 50 cidades apenas com Bitcoins. Durante um ano e meio, Weis viajou tanto por países com vasta aceitação de Bitcoins, como os EUA, quanto pelos com baixíssimo reconhecimento da moeda, como Cuba e conseguiu sobreviver.

Você pode ver a entrevista que o viajante concedeu para a revista Forbes, clicando aqui

55d820fec361887e268b456a

Felix Weis viajou 27 países e 50 cidades, apenas com Bitcoins. – Foto: Arquivo pessoal

As chamadas criptomoedas hoje representam um mercado de bilhões de dólares. São mais 600 moedas e fundos de investimentos virtuais. Você pode acompanhar os números desse mercado no site Coin Market Cap.

No vídeo abaixo, uma pequena explicação do “O que é Bitcoin”:

Votar

0 ponto

Total de Votos 0

Votos Positivos: 0

Upvotes percentage: 0.000000%

Votos Negativos: 0

Downvotes percentage: 0.000000%

Comentários do Facebook

comentários

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top

E aí, tudo bem? Bora logar!

ou

Entrar

Esqueceu a senha?

Ainda não tem uma conta? Cadastro

Fechar
de

Enviando Arquivo…