Blog

Como visitar destinos concorridos sem ser acompanhado de uma multidão


Regra básica e universal para todos os destinos, mas que infelizmente nem todo mundo consegue aplicar: não vá em alta temporada ou em feriados prolongados. Isso você já sabia.
Bem, mas este post fala sobre viabilizar visitas a destinos turísticos concorridos, solo ou para não ser algo tão perfeito assim, em dupla, com seus parceiros de viagem ou no máximo com um pequeno grupo.
Segundo matéria publicada pela CNN, há empresas de viagem personalizadas no mundo que conseguem esse tipo de acesso “VIP” – serviço que pode variar de US$ 9.000 a US$ 40.000 dinheiro de uma ou mais voltas ao mundo para muito mochileiro.
Sem desembolsar tanto e com um pouco de conhecimento e planejamento antecipado é possível conhecer alguns lugares concorridos mundo afora, sem uma multidão de companhia.
Abaixo, 3 lugares incríveis (e sempre cheios) que você pode tentar conhecer sem o número de usuários da Linha Vermelha do Metrô de São Paulo no horário de pico ao seu lado ?

Stonehenge – Reino Unido

A Stonehenge Tours conseguiu um acordo especial com a agência de conservação English Heritage para oferecer acesso privilegiado ao local durante a madrugada e ao anoitecer, períodos nos quais o lugar está fechado ao público geral.
O tour VIP custa 97 libras esterlinas (cerca de R$ 390*) por pessoa e esgota-se facilmente. É preciso programar/reservar com meses de antecedência (aqui).

Foto: Andrés Nieto Porras/CreativeCommons.

MoMA – EUA

O Museu de Arte Moderna de Nova York é um dos mais famosos, importantes e visitados museus de arte moderna do mundo.
De acordo com levantamento feito pela CNN, são mais de 3 milhões de visitantes por ano, o que faz do tour privado pelo local (antes ou depois do seu fechamento/abertura) um dos negócios VIP mais atrativos da cidade.
O passeio privado custa a partir de US$ 63 por pessoa (cerca de R$ 199*) e deve ser reservado ao menos com duas semanas de antecedência (aqui). O tour requer a presença mínima de 10 pessoas.

Foto: MoMA.org

Capela Sistina – Vaticano

Para livrar-se da legião de turistas ou da centena de colegiais que aparecem por lá todos os dias o visitante pode desembolsar US$ 375 (cerca de R$ 1.185*) e reservar um tour privado (aqui) de pelo menos 30 minutos depois que o local é fechado para o público.

Foto: Scottmontreal/CreativeCommons.

A matéria publicada pela CNN inclui outros dois destinos, um na China (11 dias de Beijing a Shanghai por US$ 6687 por pessoa) e um na Austrália (por uma das mais completas coleções de arte rupestre do país, na Faraway Bay, região de Kimberley. US$ 4517 por pessoa, por exemplo dos dias 22/05 a 26/05). Confira aqui (em espanhol).

*Os valores apresentados em Real foram convertidos através da ferramenta online oferecida pelo Banco Central do Brasil (cotação 25/04/2017).

E você, já foi para um destes destinos sem ser acompanhado de uma multidão e nem teve que desembolsar alguns dólares por isso?
Conhece outros tours privados que valham o investimento?
Deixe a dica pra gente nos comentários!

Votar

2 pontos
Upvote Downvote

Total de Votos 8

Votos Positivos: 5

Upvotes percentage: 62.500000%

Votos Negativos: 3

Downvotes percentage: 37.500000%


Comentários do Facebook

comentários

Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top

E aí, tudo bem? Bora logar!

ou

Entrar

Esqueceu a senha?

Ainda não tem uma conta? Cadastro

Fechar
de

Enviando Arquivo…