Blog

Curiosas e divertidas impressões de um francês sobre o Brasil

No último dia 9, o parisiense Olivier Teboul, que vive na capital mineira, Belo Horizonte, escreveu sobre algumas impressões que tem do Brasil no seu blog, o “(O Outro) Diario do Olivier”.
Em uma semana, o post recebeu mais de 2.300 comentários e inspirou também outras matérias sobre.
As 65 observações sobre o brasileiro e seu cotidiano não são para ser levadas à sério, são “observações, às vezes um pouco exageradas, sobre o Brasil”, afirma o francês na abertura do post.

Levantamos as impressões que achamos mais interessantes e se você ficou curioso(a), sugerimos a leitura. É interessante ver o ponto de vista dos outros daquilo que a gente vive e às vezes nem se dá conta que vive.

1 – O francês deve ter sido recepcionado com uma bela fila, é sobre elas que ele abre o texto: ” Aqui no Brasil, tudo se organiza em fila: fila para pagar, fila para pedir, fila para entrar, fila para sair e fila para esperar a próxima fila. E duas pessoas já bastam para constituir uma fila.”
2 – Como nós mesmos dizemos aqui, o ano começa “Depois do Carnaval”.
3 – Ele achou estranho também utilizarmos guardanapo para comermos um lanche, por exemplo.
4 – Provavelmente os meninos não acharão essa observação do francês legal, mas ele vê que por aqui “homens não sabem fazer nada das tarefas do dia a dia”.
5 – Tudo é gay. Do beber chá, ao pedir uma Coca Zero passando por ser francês e falar que algo é gay é gay.
6 – Ele observou uma prática bastante triste (não somente por aqui): ostentação.
7 – “No Brasil tem sempre um padre falando na televisão ou na rádio”. Padre neste caso também pode ser pastor, acredito.
8 – Por aqui a vida segue calma, mas em alguns sentidos: na fila do mercado (a fila novamente) você pode demorar uns 10 minutos de espera, ainda que só tenha uma pessoa na sua frente. Mas na hora de retirar o cartão da maquininha o atendente pode lhe falar “agressivamente para você agilizar: pode retirar o cartão”. (Quem nunca? – risos)
9 – No Brasil, para ele a música faz parte da vida. Há muitos músicos talentosos, mas eles não tocam músicas próprias. Os bares estão cheios de bandas covers.
10 – Quando alguém lhe disser “Vou aparecer mais tarde” significa “não vou não”.
11 – Shopping é a coisa mais sem graça do Brasil.
12 – No Brasil, novela é mais importante que o Cinema, ainda que o cinema nacional seja bom.
13 – Três padrões de tomadas?! Vai entender porquê!
14 – Deus é Brasileiro! Eles está muito presente em tudo, pelo menos na linguagem: “vai com Deus, se Deus quiser, Deus me livre, Ai meu Deus, Graças a Deus, pelo amor de Deus”.
15 – As reprises na TV também são lembradas pelo francês, bem como os nomes americanos abrasileirados comuns por aqui: Maicon, Rickson…
16 – O polegar erguido vale pra muita coisa: tá bom?, tá bom!, obrigado, desculpa…
17 – Os homens se abraçam muito. Se tocam nos ombros, barriga ou costas, mas nunca se beijam. “Isso também é gay”.
18 – Os nossos “E aí?” e “Imagina”,  cumprimento e resposta a um agradecimento, respectivamente, lhe parecem ‘frases abortadas’ – achei engraçada a visão. Leia lá no item 38.
19 – Ele nem quis falar do Detran! (Vide loucuras do tipo http://mochilabrasil.uol.com.br/noticias/motorista-e-multado-por-balancar-a-cabeca-no-transito)
20 – Os brasileiros escovam os dentes no escritório depois do almoço!
21 – E os lixeiros brasileiros? Animados, cheios de energia correndo atrás do caminhão, jogando sacolas, gritando e ainda conseguindo ‘cantar’ as mulheres que passam. Esse sentido de ‘cantar’ ele ainda não aprendeu, mas quis dizer isso na impressão 55.
22 –  Pizza meio a meio. Ideia genial!
23 –  Pelo menos 3 palavras são a mesma coisa: mandioca, aimpim e macaxeira. “Lá na França nem existe mandioca”.
24 – Beleza? Jóia! – Seria um diálogo entre Dalai-Lama e um discípulo?
25 – Pontualidade não é o ponto forte do brasileiro.
26 –  Em BH (ele já fala assim), cidade com 5 milhões de habitantes, todo mundo se conhece.
27 – “Aqui no Brasil, o povo é muito receptivo. É natural acolher alguém novo no seu grupo de amigos. Isso faz a maior diferença do mundo. Obrigado brasileiros”.

Vale a leitura na íntegra no http://olivierdobrasil.blogspot.com.br/2013/04/curiosidades-brasileiras.html

Olivier Teboul | Foto: Reprodução perfil público no Google+

Olivier Teboul | Foto: Reprodução perfil público no Google+

Nota: A foto que abre o post, é uma foto histórica para nós brasileiros (preferimos não comentar) | Allomatch.com.
Ela não tem nenhuma intenção de incitar ânimos ou levantar rivalidades futebolísticas, serve apenas para ilustrar via a imagem dos atletas a representação de duas nações. (Ficava feinho publicar uma bandeira de cada país!).

Votar

0 ponto

Total de Votos 0

Votos Positivos: 0

Upvotes percentage: 0.000000%

Votos Negativos: 0

Downvotes percentage: 0.000000%

Comentários do Facebook

comentários

3 Comments

3 Comments

  1. Gleicy Kelly

    29 de junho de 2015 at 15:33

    Item 24 é puramente “mineirês” não tem um que não se comprimente assim, “nuuuu” hahaha. Amo as expressões mineiras, diga-se de passagem!

  2. Pingback: Revista inglesa cria guia para entender o que os brasileiros dizem (ou... querem dizer) - Mochila Brasil

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top

E aí, tudo bem? Bora logar!

ou

Entrar

Esqueceu a senha?

Ainda não tem uma conta? Cadastro

Fechar
de

Enviando Arquivo…