Blog

Deserto do Atacama: É possível fazer sem 4×4 (e de Kombi!)


Em nossa viagem de Kombi pela América do Sul um dos lugares que tínhamos muitas expectativas para conhecer e que está entre os destinos mais famosos do continente era o deserto do Atacama. Como estamos viajando com nossa Kombi, a Felícia, inicialmente consideramos fazer alguns passeios com agências de viagem pois acreditávamos que não era possível chegar em todos os lugares com o próprio carro, ainda mais com um que não fosse 4×4. Porém quando procuramos os passeios na internet nos deparamos com preços bem altos e então decidimos arriscar fazer tudo por conta própria.


Depois de termos passado pessoalmente por lá, podemos falar que é tranquilo fazer os passeios sem agência. Para aqueles que pensam em dirigir no deserto mas que não pretendem dirigir desde casa até lá, é importante lembrar que não existem locadoras de carro em San Pedro de Atacama, mas, em Calama, cidade e aeroporto mais próximos, existem muitas opções e de lá são aproximadamente 70 km de estrada asfaltada e em boas condições até San Pedro.

Se localizar dentro da cidade e navegar nas estradas, de asfalto e de terra, não foi uma tarefa difícil. Apesar do que muitos operadores de turismo da região podem dizer, as estradas são boas (até mesmo as de terra) e existe sinalização para todos os passeios. E, mais importante, todos as estradas, ruas, trilhas e pontos turísticos estão muito bem identificados nos principais aplicativos de localização. Nós, por exemplo, fizemos todos os passeios no deserto do Atacama (e toda a nossa viagem) navegando apenas pelo celular e não sentimos nenhuma falta de um GPS.

No total foram 6 passeios diferentes que fizemos lá e vamos explicá-los do mais fácil ao mais complicado. Os preços que vamos colocar aqui eram os praticados em julho de 2017.

Valle de la Muerte: Um dos lugares mais fáceis de chegar, fica diretamente na estrada que une San Pedro de Atacama a Calama, cerca de 5 minutos de carro saindo se San Pedro. Essa entrada, que custa 3000 pesos chilenos por pessoa, está sinalizada com uma casinha de madeira na porta e te dá acesso a parte inferior do vale, por onde se pode seguir só até certo ponto de carro e depois continuar por uma trilha a pé que sobe até o mirante de onde se pode ver o pôr do sol. Porém, existe uma segunda entrada mais a frente na estrada (sentido Calama) que dá acesso apenas ao mirante e custa 1000 pesos chilenos. Neste ponto a estrada é de pior qualidade com pedras e carros muito baixos podem sofrer um pouco.

Valle de la Luna: Outro passeio muito fácil de se fazer por conta. Cerca de 1 km saindo de San Pedro em direção a Calama existe uma intersecção com outra estrada onde se deve sair a esquerda. Deste ponto são mais 3.5 km até uma nova bifurcação com saída para o vale a direita (e desde esse ponto já haverá placa) e mais 1.5 km até a entrada (que custa 2000 pesos chilenos por pessoa). Atualmente esta é a única entrada para o vale.

Lagunas escondidas de Baltinache: São na verdade sete lagoas diferentes, muito próximas umas das outras sendo possível nadar e flutuar na primeira e na última. O acesso é feito pela mesma estrada que liga San Pedro a Calama porém a placa que sinaliza a entrada só pode ser vista por quem vem de Calama. Cerca de 13 km após sair da cidade de San Pedro haverá uma estrada de terra (mas sem dificuldade para qualquer tipo de veículo) a esquerda e deste ponto são mais 45 km até uma nova saída a esquerda, de onde já se pode ver a entrada para as lagoas. O preço do ingresso é de 5000 pesos chilenos, mais barato que a entrada para a Laguna Cejar, onde você também pode boiar na água salgada, e inclui um banho gelado (e muito bem vindo) na saída para tirar o sal do corpo. 

Laguna Chaxa: Famosa por seus flamingos esta lagoa é um pouco mais longe de San Pedro mas nem por isso mais difícil de chegar. Desta vez a saída de de San Pedro é pela estrada que vai a Toconao, Socaire e Paso de Sico (fronteira com a Argentina), a Ruta Nacional 23. Saindo de cidade são aproximadamente 38 km até Toconao e poucos km a frente haverá uma saída a direita bem sinalizada para uma estrada de terra e sal (que na verdade se assemelha muito ao asfalto e é muito tranquilo de andar com qualquer carro). Nesta estrada são mais 20 km até a entrada da lagoa, que custa 2500 pesos chilenos por pessoa.

Lagunas Cejar, Ojos del Salar e Tebinquiche: Três lagoa muito próximas e que se localizam na mesma estrada. A estrada para chegar até elas é a mesma para a Laguna Chaxa, então uma boa idéia é fazer esses passeios no mesmo dia deixando estas lagoas para o final pois aqui o pôr do sol é mais bonito. Para chegar, a saída de San Pedro é novamente pela Ruta 23 (Toconao, Socaire e Paso de Sico) e cerca de 18 km a frente haverá uma saída para a direta no mesmo calçamento de terra e sal. A recepção da Laguna Cejar fica a uns 15 minutos de carro e a entrada custa 10000 pesos chilenos por pessoa (nesta laguna se pode nadar também). Continuando na mesma estrada, pouco depois de encontram duas lagoas menores, a Ojos del Salar (sem custo) e mais a frente a Laguna Tebinquiche (2000 pesos chilenos por pessoa) e a melhor da região, na nossa opinião, para assistir o pôr do sol.  

Gêiser El Tatio: Um dos passeios mais emblemáticos do Atacama e um dos que mais amedronta quem pensa em ir por conta própria. O mais importante no caso desse passeio é o horário pois os geisers estão a 90 km de San Pedro e são mais ativos pela manhã durante o nascer do sol então é preciso sair bem cedo. As vans de passeio costumam sair entre 5h00 e 5h30 para estarem lá pouco antes das 7h00. Nós saímos as 5h45 e, como a Kombi foi um pouco mais lenta porque as altitudes são mais elevadas, chegamos mais tarde, por volta de 7h20. Nessa hora os geisers estavam ainda bem ativos e continuaram assim até um pouco mais de 8h30. A estrada é de terra mas sem grandes problemas para qualquer tipo de carro. Vale lembrar que no início do caminho existe um rio pequeno e raso para cruzar, que nenhum carro deve ter dificuldade para atravessar, mas é bom prestar atenção caso tenha chovido (raro, mas não impossível) nos dias anteriores ou esteja na época do verão. Além disso devido a altitude do passeio pode haver acúmulo de neve na pista então levar correntes para as rodas é uma boa ideia. Saindo de San Pedro de Atacama inicialmente pegamos Ruta B-245 (que sai logo atrás do estacionamento principal no meio da cidade) em direção a Guatin e em seguida para o povoado de Machuca passando ao lado dele e seguimos para o parque dos geisers. A entrada custa 10.000 pesos chilenos por pessoa e depois você pode entrar nas águas termais. Na dúvida sempre é possível sair no horário das vans e segui-las. Outra dica importante para este passeio é levar roupas de frio adequadas. 

Esses foram os passeios que fizemos, mas ainda existem mais dois que também são possíveis de serem feitos por conta própria, as Lagunas Altiplânicas e Piedras Rojas e o Salar de Tara. Nós não fizemos por falta de tempo então não podemos informar a real condição das estradas.

Beijos e abraços!

Gabi e Felipe

Instagram: _logo_ali

Facebook: Logo Ali

Votar

20 pontos
Upvote Downvote

Total de Votos 20

Votos Positivos: 20

Upvotes percentage: 100.000000%

Votos Negativos: 0

Downvotes percentage: 0.000000%

Este post foi criado com o nosso formulário super fácil e rápido! Envie seu post!


Comentários do Facebook

comentários

To Top

E aí, tudo bem? Bora logar!

ou

Esqueceu a senha?

Ainda não tem uma conta? Cadastro

Forgot your password?

Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Fechar
de

Enviando Arquivo…