Blog

Fotógrafo alemão registra as últimas tribos nômades da África: “Pessoas extremamente felizes”

O fotógrafo alemão Mario Gerth, 39, viajou a África por 7 anos para registrar a vida das últimas tribos nômades e semi-nômades. Foram mais de 40.000 km percorridos para testemunhar o estilo de vida tribal tradicional em regiões remotas do Quênia, Namíbia, Etiópia e Angola. O resultado dessa jornada é o ensaio “Sons of the Wind” (Filhos do vento), um impressionante tributo aos povos originários africanos.

“A primeira coisa que eu observei sobre as tribos foi como eles são pessoas extremamente felizes”, disse Gerth para o Jornal Daily Mail.

Mario viajou acompanhado de um guia local que o introduziu no cotidiano das tribos: “Me senti extremamente privilegiado por ter a oportunidade de fotografar a vida diária das tribos. No início eles são muito cautelosos com novos visitantes, mas uma vez que percebem que você não é uma ameaça, se tornam muito abertos e acolhedores.”

O fotógrafo visitou a lendária tribo Arbore no Vale do Omo, na Etiópia, onde o modo de vida pouco mudou nos últimos milhares de anos. “As pessoas vivem de forma muito simples, às margens do rio Omo, onde caçam e criam gado. Mulheres cobrem suas cabeças com um pano preto, mas são reconhecidas por seus colares coloridos e brincos, e as crianças muitas vezes usam chapéus que se parecem com escudos para proteger suas cabeças do sol.  Eles acreditam no poder da música e da dança para espantar a energia negativa e uma vez que esta energia ruim seja banida, só coisa boas acontecerão.”

Também na Etiópia, Mario encontrou as mulheres das tribos Surma e Mursi que usam enormes adornos nos lábios como um sinal de beleza. Desde meninas inserem um disco de argila dentro dos lábios, que ao longo do tempo é progressivamente aumentado como uma espécie de “alargador dos primórdios”, um ritual que hoje é também cultivado por algumas tribos urbanas.  Quanto maior o disco de argila,  mais vacas o pai da menina pode solicitar como o dote para o pretendente – geralmente 40 cabeças por uma círculo menor e 60 para um maior.

Mario também visitou a tribo Samburu, perto do Lago Turkana, no norte do Quênia. Esta tribo semi-nômade vive da criação de gado, mas também cria ovelhas, cabras e camelos.  A tribo é conhecida por sua forma de se organizar baseada na gerontocracia, onde os mais velhos é que dão a palavra final em diversos assuntos da tribo.

Ao sul de Angola, Mario conheceu a tribo Mumuhuila que vive ao longo da fronteira do país com a Namíbia. As mulheres dessa tribo são conhecidas por passarem as primeiras horas do dia se adornando para ficarem “o mais bonita possível”, e sua primeira tarefa diária é cuidar dos cabelos: “Usam nos cabelos elementos, tais como manteiga, óleo, esterco de vaca e ervas, essas mulheres fascinantes fazem de tudo para criar um estilo diferente de quase tudo. Pérolas, conchas e pedras coloridas são utilizadas para criar suas obras-primas. “

Analisando a experiência que viveu, o fotógrafo filosofa sobre o que nos difere “deles”: o tempo. “Estamos constantemente medindo o tempo, correndo para reuniões, compromissos; nunca há tempo suficiente. Essas tribos não vivem assim – elas não medem o tempo em tudo.  As pessoas gostam de passar o dia com a família. Caçam, cozinham e fazem muitas coisas juntos –  são as pessoas mais felizes que eu já conheci ” – conclui.

Confira abaixo algumas imagens do ensaio “Sons of the Wind” e o trabalho completo no site do fotógrafo.

Uma jovem da Tribo Himba da Namíbia - Foto: Mario Gerth

Uma jovem da Tribo Himba da Namíbia – Foto: Mario Gerth

 

Uma mulher da tribo Hamar da Etiópia - Foto: Mario Gerth

Uma mulher da tribo Hamar da Etiópia – Foto: Mario Gerth

 

Menino da tribo Arbore da Etiópia - Foto: Mario Gerth

Menino da tribo Arbore da Etiópia – Foto: Mario Gerth

 

6um-guerreiro-samburu-no-quenia

Um guerreiro da tribo Samburu do Quênia – Foto: Mario Gerth

 

Um jovem da tribo Hamar da Etiópia - Foto: Mario Gerth

Um jovem da tribo Hamar da Etiópia – Foto: Mario Gerth

 

Um menino da tribo Karo da Etiópia - Foto: Mario Gerth

Um menino da tribo Karo da Etiópia – Foto: Mario Gerth

 

Uma jovem da tribo Samburu do Quênia - Foto: Mario Gerth

Uma jovem da tribo Samburu do Quênia – Foto: Mario Gerth

 

Uma jovem da tribo Arbore da Etiópia - Foto: Mario Gerth

Uma jovem da tribo Arbore da Etiópia – Foto: Mario Gerth

 

Uma mãe da tribo Mursi com seu filho - Foto: Mario Gerth

Uma mãe da tribo Mursi com seu filho – Foto: Mario Gerth

 

Votar

0 ponto

Total de Votos 0

Votos Positivos: 0

Upvotes percentage: 0.000000%

Votos Negativos: 0

Downvotes percentage: 0.000000%

Comentários do Facebook

comentários

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top

E aí, tudo bem? Bora logar!

ou

Entrar

Esqueceu a senha?

Ainda não tem uma conta? Cadastro

Fechar
de

Enviando Arquivo…