Blog

Travessia Saco das bananas


Por Daiana e Gotto
(Daiana) Sem mapa, sem celular, de chinelo, sem barraca, só eu e meu amor rumo a travessia do Sacos das Bananas, que seria de Caraguatatuba até Ubatuba.
Iriamos fazer essa travessia ao contrário do costume, tínhamos poucas informações e a coragem.
Tinhamos descido ao litoral de Caraguatatuba, para passar o fim de semana junto com a familia na casa de um amigo, mas ao anoitecer de sabado pensando em aproveitar a proximidade dessa trilha, da qual só tinhamos ouvido falar quando fizemos a da 7 praias em Ubatuba.
Sabendo que o domingo seria um dia só de praia, sem muitas novidades, nos arriscamos a fazê-la.

Foto: Arquivo pessoal.

(Gotto) Era 23h quando voltamos de uma pizzaria, só deixamos o necessário na mochila (praticamente nada),
eu ainda havia levado lanterna, cantil, faca e uns biscoitos, coisa rotineira de qualquer viagem que faço,
peguei emprestado uma rede da casa e partimos, infelizmente o celular tinha acabado a bateria
e não daria tempo de carregá-lo. A Daiana nem de tênis estava, foi de chinelo mesmo.

Começamos essa trilha noturna as 23h30, caminhando pela famosa Rio Santos,
depois de 2km da casa chegamos a praia Mococa, entramos nela pois haviamos visitado ela de dia,
afim de confirmar algo que disseram, que a maré subia um metro de altura, pois havia uma rampa de areia para se entrar na água, (não andamos nem metade do começo da trilha), depois de quase 3km chegamos na estrada que dava acesso a trilha, após errar algumas entradas para encontrar a estrada que dava na trilha, (adentramos terreno de um morador que parecia continua da rua, e fomos recebidos por uma matilha de cães e forte lanterna na cara kkk) após nos informar o caminho, chegamos na primeira praia.
São trilhas que se ramificam para praia apartir da trilha principal e tendo que retornar depois para a principal,
tínhamos o básico (com licença poética), foi o necessário para uma aventura daquelas (lê-se perrengue kk),
o trajeto possui muito pontos de água de riachos que cruzam a trilha, não chegamos beber mas a usamos para se refrescar, o caminho de praia em praia é bem extenso, e tem que se ficar esperto para
a entrada de algumas das praias, como a praia da Figueira, praia Mansa que fica seguindo pela praia Ponta Aguda, praia Saco das Bananas, praia da Raposa.

Quando chegamos na praia da Lagoa, lá pelas 3h, decidimos bivacar por ali mesmo, estavamos exaustos por causa do dia agitado na praia, por causa do horário e por causa do clima quente mesmo de madrugada, até andar nessa praia cansou, pois a areia era tão fofa que os pés afundavam e exigiam uma força extra.

Amarramos a rede no fim da praia junto a umas pedras, com as ondas batendo bem próximas, imaginamos sendo acordados por essas ondas espirrando na gente, onde também escorria um riozinho que vinha de uma lagoa atrás da praia (por isso do nome), escondida pelas arvores, onde se podia até pescar (quem dera eu ter levado linha e anzol rs)

Amanhecendo, voltamos a principal as 7h com o sol castigando, seguimos para a próxima praia do Frade (Simão), atravessando um bananal, distraidos procurando por uma duziazinha madura, acabamos seguindo uma trilha para uma casa de caiçara haha, mas só banana verde.
Apesar do nome da travessia (saco das bananas), encontramos muita jaca a vontade na trilha, até para chutar, porque a Daiana pisou em uma de chinelo, imagina kkk.
A praia do frade (simão), é mais extensa, contando com uma bica de água que era trazida através de uma magueira, por esse motivos havia bastante pessoas acampando, mas mais pareciam um grupo de ciganos, e havia surfistas no mar, devido a ótima condição de ondas.

Chegando na praia da Caçandoca, a comécio, um rio para tirar o sal, dali a duas opções, seguir até o fim da praia e entrar na primeira trilha a esquerda subindo, e continuando a praia leva a praia de maramduba já em ubatuba.
Fomos pela primeria, essa que dá acesso a um condominio que leva devolta a Rio-Santos depois de uma longa caminhada, onde não é aconselhável fazê-la sob sol forte, tentamos carona, mas todos carros passavam cheios.
(Daiana) Concluímos a trilha depois de pegar o ônibus circular devolta a caraguatatuba, já depois das 13h, encontramos os familiares do meu namoamado lá pelas 15h de onde já voltamos para São Paulo, mas mesmo assim pegamos trânsito.

Final de semana foi incrível, com pessoas maravilhosas , teve até corrida de caiaque, que contribuiu para nosso cansaço durante a trilha.
Só tenho a agradecer os incríveis momentos que tive de pura felicidade, (nossos anjos da guarda trabalharam muito bem juntos).

Reprodução Wikiloc.

#ubatuba #caraguatatuba #travessia
#sacodasbananas #hamar

Votar

2 pontos
Upvote Downvote

Total de Votos 2

Votos Positivos: 2

Upvotes percentage: 100.000000%

Votos Negativos: 0

Downvotes percentage: 0.000000%


Comentários do Facebook

comentários

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top

E aí, tudo bem? Bora logar!

Entrar

Esqueceu a senha?

Ainda não tem uma conta? Cadastro

Fechar
de

Enviando Arquivo…

Pular para a barra de ferramentas