Blog

Uma Eurotrip de 90 dias por 35 cidades e 28 países


Salve salve comunidade mochileira!

Tô aqui pra compartilhar com vocês um pouco da minha aventura pelo velho continente. Entre setembro e dezembro do ano passado, realizei a minha tão sonhada Eurotrip percorrendo as principais capitais e cidades europeias. Como já tinha feito 2 mochilões pelo América do Sul (2010 e 2012), o planejamento do chamado “pré-viagem” foi mais tranquilo.

Tendo em vista que seria uma viagem low cost as estadias foram em hostels, casa de conhecidos, couchsurfing, chão de aeroporto e a poltrona do busão. O deslocamento entre cidades e países foi feito 80% de ônibus em sua maioria, eu diria. Avião só se não tivesse opção ou se realmente valesse a pena a relação custo-benefício-tempo. Viajar de trem pela Europa às vezes sai mais caro que um ticket de avião, mas te economiza tempo, é claro. Em relação à alimentação, coloquei que a cada 3 dias eu teria 1 dia de refeição boa, pra poder amenizar o estrago dos fast foods.

A rota original foi modificada durante a viagem (por diversos motivos) e no final ficou assim:

Parte 1: Berlim / Munique (Alemanha) >> Zurique (Suiça) >> Paris (França) >> Amsterdam (Holanda) >> Bruxelas (Bélgica) >> Londres / Liverpool / Manchester (Inglaterra) >> Dublin (Irlanda).

Parte 2: Copenhagen (Dinamarca) >> Oslo (Noruega) >> Estocolmo (Suécia) >> Helsinki (Finlândia) >> Tallin (Estônia) >> Riga (Letônia) >> Vilnius (Lituânia) >> Varsóvia / Cracóvia (Polônia) >> Praga (Rep. Tcheca) >> Viena (Austria) >> Bratislava (Eslováquia) >> Budapeste (Hungria).

Parte 3: Atenas (Grécia) >> Belgrado (Sérvia) >> Sarajevo / Mostar (Bósnia) >> Kotor (Montenegro) >> Dubrovnik / Zagreb (Croácia) >> Liubliana (Eslovênia) >> Roma (Itália) >> Barcelona (Espanha) >> Porto/Lisboa (Portugal).

Eu queria colocar aqui pra vocês uma base que eu mesmo fiz sobre a média de gastos diário/mensal que eu poderia ter durante esses 3 meses e que deu super certo. Lembrando que é só uma média, pq a diferença entre um país e outro vai ser sempre diferente. A relação de gastos entre os países nórdicos e os do leste europeu por exemplo é absurda. Outra coisa é que eu gosto muito de andar e de me “perder” pela cidade. Pra mim é como você realmente conhece o local. Por isso eu gastei pouco com transporte. A minha base diária então ficou estipulada em 40 euros. Segue:

Hospedagem – 20 euros/pernoite priorizando localização e café da manhã.
Alimentação – 15 euros/dia alternando entre almoço/lanche ou lanche/janta.
Transporte – 5 euros/dia para metrô, bondinhos ou busões.

Sou encantando pela arquitetura de museus, mas não tão fã para visitas. Prefiro gastar meu tempo vivenciando a rotina da cidade, Foi aí que também economizei bastante. Estipulei que a cada 3 dias teria um gasto de 20 euros para alguma atração turística interessante que fosse paga (algum super museu, passeio que dependesse de guia, estádios de futebol, pubcrawls, etc). Por fim, fixei uma média de 30 euros com deslocamento entre uma cidade à outra a cada 3 dias.

Fazendo a conta mensal:
40 euros x 30 dias = 1200 euros (hospedagem, alimentação, transp) // 50 euros x 10 dias = 500 euros (passeios e deslocamentos a cada 3 dias). Um total de cerca de 1700 euros por mês contando tudo.

Eu tenho salvo a quantidade de dias em cada cidade, bem como os gastos detalhados de todos os lugares que passei, só não coloco aqui pq vai ficar massivo demais. Quem se interessar dá um alô.

__ Dicas __

Igor, como você procurou os hostels e as passagens?
Booking e Hostelworld. Pra passagens eu usei os sites da Goeuro e Rome2Rio. Eles reúnem diversas opções de onibus/avião/trem.

Que tipo de mochilão você levou?
– 48 litros simples da Trilhas e Rumos e uma mochilinha de apoio.

Como assim, só isso pra 3 meses?
– Sim, só levei o essencial e lavava as roupas nos hostels ou na casa de amigos. Além de evitar peso desnecessário nas costas.

Como você dividiu seu dinheiro?
– Como em alguns países tinha que mostrar em espécie, 2/3 da quantia eu levei na doleira e o 1/3 na conta internacional que eu tinha na Irlanda.

E a internet por lá? Tem wifi? Preciso de chip?
– Olha, falando por mim. Levei um celular sem chip e em caso de emergência eu compraria. Mas não precisei pq 90% dos lugares tinha wifi liberado, seja nos hostels ou nas ruas, ou em estabelecimentos conhecidos. Não gastei um centavo com chip. Até pq quando eu saio pra desbravar a cidade eu fico off total de internet. Só uso pra pra baixar mapas.

Peraí, 90 dias e 35 cidades? Foi suficiente?
– Suficiente nunca vai ser né, sempre fica o gostinho de ficar mais tempo. Principalmente nos lugares que você se identifica. Mas falando especificamente de roteiro foi bem satisfatório.
3 a 4 dias em grandes cidades tava de bom tamanho. 2 dias numa menor, idem.

Quais os melhores países que você foi? Indica algum?
-Essa eu sempre respondo os que mais me surpreenderam positivamente. E não um só específico, mas algumas regiões. Os países bálticos (Estônia, Letônia e Lituânia) são lindos com suas cidades rodeadas de muralhas e fortalezas. Parece coisa de cinema! E a região dos balcãs (Sérvia, Bósnia, Montenegro, Croácia) também é surreal! Tanto com suas paisagens únicas, como com seu povo, cultura e gastronomia.

E como você foi? Com amigos ou sozinho?
– Fui sozinho. Vou dar uma opinião bem particular. Eu prefiro fazer uma trip solo nos moldes de mochilão e explico porque: você tem seu próprio tempo pra fazer ou deixar de fazer o que quiser. Às vezes você não quer gastar seus preciosos eurinhos naquele museu meia-boca que seu amigo quer ir onde a fila é enorme. De repente você tá locão de absinto em Praga e quer ficar até mais tarde na balada mas seu amigo tá te cutucando pra ir embora pq tem passeio as 7 da manhã. Ou
então, no auge do seu fanatismo por futebol você decidir cancelar uma passagem e comprar um ticket para a Champions League e ver o Barcelona jogar (e seu amigo ficaria como? rs). Sem contar que a melhor parte é voltar pro hostel no fim do dia e trocar idéias e histórias com viajantes na mesma condição que você. Na maioria das vezes são dicas preciosas que te fazem até “remendar” o seu roteiro original (aconteceu comigo). Enfim, isso é papo pra um par de cerveja, ou vários, hahaha!

É isso aí galera! Quem quiser acompanhar mais informações, mais dicas, fotos, histórias e perrengues é só me perguntar aí embaixo que eu respondo com maior prazer. Ou então dá aquela moralzinha e segue nos canais:

facebook.com/careocapelomundo
instagram.com/careocapelomundo

Grande abraço e safe travels!

Texto e fotos de Igor Gurgel

Postado originalmente na Comunidade Mochileiros em:
https://www.facebook.com/groups/mochileiroscom/permalink/10154346956682260/

Votar

28 pontos
Upvote Downvote

Total de Votos 40

Votos Positivos: 34

Upvotes percentage: 85.000000%

Votos Negativos: 6

Downvotes percentage: 15.000000%


Comentários do Facebook

comentários

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top

E aí, tudo bem? Bora logar!

ou

Entrar

Esqueceu a senha?

Ainda não tem uma conta? Cadastro

Fechar
de

Enviando Arquivo…

Pular para a barra de ferramentas