Blog

Uma viagem de 511 dias de carona até a Índia


Viagens de carona se tornaram raras, são poucos os viajantes que “se arriscam” nessa prática que já foi quase um requisito para qualquer mochileiro que se preze.  Nós já publicamos aqui algumas histórias sobre viagens de carona e nesse post iremos trazer a do casal Boris Kanev e Marta Samalea que realizou algo que muita gente, assim como eu, nunca parou pra pensar. Como entrar na Índia por terra?

De um lado está o mar, do outro a cordilheira dos Himalaias. Ao noroeste, estão Paquistão e Afeganistão. Você já percebeu o tamanho do perrengue? É uma viagem que não vale a pena… vale a granja toda! 😀

Uma viagem de 511 dias por terra até a Índia

Desde a pré-história o Homo sapiens viaja a pé pelas rotas da Ásia.  Há 2.000 anos, a Rota da Seda por exemplo, era uma dessas redes que ligava toda a região através do comércio e há evidências de rotas de comércio ainda mais antigas.  Entre 1950 e 1970, a Rota da Seda se tornou um ponto de jornada para as caravanas hippies.  Hoje, com as fronteiras fechadas e a instabilidade na região, é muito difícil viajar por terra até a Índia, mas isso não impediu o casal de viajantes, Boris Kanev e Marta Samalea de realizar esse feito.

Dia 366. Pedindo carona em uma estrada em Yunnan (China)

Firmes no ideal de que “uma vez que os seres humanos têm pés e não asas, devem ser capazes de chegar a qualquer canto do continente euro-asiático por terra”, eles passaram 511 dias pedindo carona ao redor da Índia, tentando encontrar uma porta aberta para chegar até lá!  Digamos que é o tipo de viagem um pouco mais arriscada que pegar uma caroninha na BR com medo de ser assaltado! Certo?

Boris, Marta e o gato Burma – Foto: http://rovingsnails.com

Durante a jornada descobriram que precisariam de um visto para entrar no Paquistão, um visto que eles não poderiam obter e mesmo conseguindo ,  precisariam de uma escolta militar para atravessar 600 km dessa viagem com “segurança”. É a região onde o Bin Laden andou “passeando”. Tranquilinha!

Já no Afeganistão, a mistura do Talibã com o resultado da invasão americana, deixou as fronteiras fechadas e muita… muita treta! Há inclusive histórias de sequestros de turistas e tudo mais, portanto essa possibilidade ficou de fora.

O jeito então era seguir a velha Rota da Seda, na Ásia Central, ainda muito longe da Índia e seguir na fé.

511 dia de carona até a Índia

Na Rota da Seda, eles pedalaram do sul da China até o sudeste da Ásia e depois de quase um ano e meio foram recompensados ​pela beleza das montanhas birmanesas chegando até a Índia por Mianmar (Confira aqui “10 motivos para conhecer o Mianmar também) e Bangladesh.

Segundo palavras dos próprios viajantes: “Viajamos durante 511 dias procurando um caminho para entrar na Índia, pedindo carona em todos os tipos de estradas e cruzando todas as fronteiras por terra, em uma busca para chegar ao subcontinente sem tomar um avião, inspirados pelos viajantes medievais, pelos viajantes do século XIX,  pelos exploradores e provavelmente mais do que gostaríamos de admitir, pelos espirituosos e livres hippies dos anos 60.

Burma: o companheiro felino!

Olha… tá aí uma viagem que eu quero fazer antes de embarcar pro Além!  Sensacional!

Você pode conferir mais das aventuras e perrengues do casal acessando o site e a página do Facebook deles.  E eles não viajaram em dupla, viajaram em trio, o terceiro componente é um gato, o Burma.

Votar

12 pontos
Upvote Downvote

Total de Votos 36

Votos Positivos: 24

Upvotes percentage: 66.666667%

Votos Negativos: 12

Downvotes percentage: 33.333333%


Comentários do Facebook

comentários

Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top

E aí, tudo bem? Bora logar!

ou

Entrar

Esqueceu a senha?

Ainda não tem uma conta? Cadastro

Fechar
de

Enviando Arquivo…