Blog

Viajar e trabalhar no exterior… e seguir viajando!


No Brasil ainda são poucos os jovens que se arriscam em uma viagem mais longa, 99% dos mochileiros brasileiros fazem viagens de no máximo 30 dias e o motivo é óbvio: as pessoas só viajam nas férias de trabalho.  Porém, existe uma minoria que talvez nem chegue a 1%,  que passa um tempo maior na estrada ou tira um ano sabático só pra viajar.  Nesse seleto grupo há 2 tipos de pessoas, as que juntaram grana antecipadamente, porque trabalharam pra juntar essa grana ou já são endinheirados, e as que não tem grana e trabalham durante a viagem.  Se você está lendo esse post é muito provável que você faça parte do grupo que não tem muita grana, mas tem muita vontade de fazer uma viagem longa. Seja bem-vindo clube, vamos juntar aqui algumas maneiras de como é possível fazer isso.

01 – Trabalhos digitais remotos

Existem profissões que te permitem trabalhar em qualquer lugar, bastando para isso ter um computador com acesso a internet. Entre elas, qualquer área no ramo de internet, tecnologia da informação, design e publicidade. Também ajuda ter inglês fluente. Se essa é sua praia você vai encontrar o caminho aberto para se transformar em um Nômade Digital.  No site Remote OK, há uma lista (aqui) com as vagas e os trabalhos remotos mais bem pagos do nomadismo digital.  No Nomad List você encontra um ranking com as cidades com do mundo mais favoráveis para quem quer trabalhar dessa maneira.  O site mostra o valor médio do aluguel, a velocidade da internet e custo de vida em diversas cidades do mundo.

 

 

02 – Trabalhando na Austrália e Nova Zelândia

Estes dois países da Oceania são os que mais valorizam o chamado turismo backpacker, ambos descobriram há muito tempo como os mochileiros trazem boas divisas para a economia local e também como estes viajantes podem ajudar nela. Por isso  há vários sites especializados trabalho para viajantes em ambos.

Backpacker Board
São dois sites, um para a Austrália e outro para a Nova Zelândia e as vagas oferecidas vão desde trabalhar em fazendas de todos tipos, passando por babás e empresas de turismo.

Jobs 4 Travellers
Vagas de trabalho para viajantes na Austrália

TAW ( Travellers at Work)
Vagas para viajantes na Austrália .

Seasonal Work
Site com mais 1200 vagas para trabalhos temporários na Nova Zelândia

Você pode encontrar  diversos sites no Google utilizando a palavra chave  “backpacker jobs

Vistos para a Nova Zelândia

Brasileiros não precisam de visto para viajar a turismo para a Nova Zelândia, porém há diversos tipos de vistos para quem quer trabalhar, incluindo um especial para brasileiros de 18 a 30 anos. Você pode preencher este formulário para ver qual é o mais adequado pra você.

Vistos para a Austrália

Para trabalhar é preciso um visto de trabalho temporário e você pode ver qual o visto mais adequado para o seu caso nesse página aqui.

03 – Trocar trabalho por hospedagem

O site Worldpackers reúne oportunidades para quem quer viajar e trabalhar pra seguir viajando. De acordo com um dos criadores do projeto, Ricardo Lima, o conceito é muito simples: “você colabora durante algumas horas por semana (20-24 na média) para hostels em qualquer continente e, em troca, não paga nada para dormir e às vezes, ganha comida e um dinheiro extra. O ‘trabalho’ é algo bem divertido e muito simples, incluindo recepção, DJ, líder de pub crawl, limpeza, artes, ensino de línguas, marketing digital e vários outros.”
Hoje o site conta com centenas de opções em vários países. “A ideia é que cada um viaje o mundo usando seus dons e habilidades e, como o hostel já tem uma cama livre, ele só tem a ganhar com isso”, ressalta.

wordpackers

Outra dica para conhecer algumas ofertas é o portal HelpX, iniciativa do inglês Rob Prince, que esteve um bom tempo viajando pela Oceania pagando suas estadias com horas de trabalho e que, anos mais tarde sofreu um acidente de parapente que o deixou com mobilidade limitada. O tempo de recuperação foi o impulso para criação do site. Hoje, recuperado Rob voltou a viajar e em suas andanças busca parceiros para o HelpX.

helpx

04 – Trabalho temporário na área de tecnologia

Diferente do HelpX e do Worldpackers, que apresentam oportunidades para quem quer trocar trabalho por hospedagem, o Jobbatical é um site de emprego: são opções em mais de 27 países.

Boa parte das ofertas são para trabalhos ligados a área de Tecnologia e por períodos que variam entre 3 e 12 meses de duração. Além do trabalho temporário, que pode servir de ajuda à mochilada, o site tem opções em vários destinos de sonho para qualquer viajante e ou destinos que seguramente servirão de base para os deslocamentos mundo afora.

jobbatical

05 – Deixe seu talento fluir e caia na estrada

Se o seu talento não está na esfera corporativa, mas sim no mundo das artes e do espetáculo, o exemplo do japonês Keiichi Iwasaki pode lher cair como uma luva.   Depois de trabalhar na empresa de ar condicionado de seu pai durante vinte anos, Keiichi Iwasaki decidiu abandonar a rotina e assumir o controle de sua vida.  Em 2001, com 28 anos, Iwasaki pegou sua bicicleta e 160 ienes (cerca de US$ 2) e partiu para viajar por todo o Japão.  No entanto, seus planos mudaram durante a viagem e em vez de voltar para casa, ele pegou uma balsa para a Coreia do Sul e continuou explorando a Ásia antes de ir para a Europa.  Durante os oito anos seguintes, ele rodou 45 mil km em 37 países diferentes. Isso é mais do que a circunferência da Terra, que possui 40.075 km.

Iwasaki fez a maior parte dessa viagem com sua bicicleta, ou melhor, cinco bicicletas. Duas foram roubadas e outras duas quebraram durante a jornada.  Ele também remou 1.300km do começo do rio Ganges na índia e foi até o oceano Índico em 35 dias.

Em sua estada no Nepal ele estudou montanhismo por um ano e participou de uma expedição internacional que partiu em um trekking no nível do mar até chegar ao topo do Monte Everest (8.848 metros). Ele é o primeiro  japonês na história a conseguir este feito.

Mas como é que ele conseguiu viajar tanto com apenas US$ 2? 

Ele vai ganhando grana ao longo do caminho, fazendo pocket shows de mágica pelas ruas das cidades por onde passa.  Essa foi literalmente a “mágica” da viagem!  Ele já chegou a ganhar 2.000 euros em shows de rua na Suiça.  Confira a história completa de Iwasaki aqui.

3313158840_d8951c1749_o

Keiichi Iwasaki em um de seus shows de mágica – Foto: Arquivo pessoal

Publicitário holandês viaja o mundo trocando trabalho por rango e hospedagem

Desde janeiro de 2014, o copywriter holandês Mark van der Heijden viaja o mundo trocando seu conhecimento profissional por comida e um lugar para dormir. “Minha missão é ganhar experiência em 7 continentes e inspirar as pessoas com a minha história ao longo do caminho e na web”, diz em “The Backpacker Intern” (algo como “O mochileiro estagiário”) o site onde ele conta suas experiências mundo afora.
Com seu trabalho, Mark ajuda agências, marcas e instituições de caridade. E já o fez em mais de 22 países e a viagem segue. Neste mês ele está em seu sexto continente: África – trabalhando (em troca de comida e hospedagem) para a Olgivy, agência que faz parte de um dos maiores conglomerados de comunicação do mundo.
E tudo começou com um vídeo de pouco mais de um minuto que ele publicou (em dezembro de 2013) em seus canais de mídia e que logo se espalhou por vários veículos o que atraiu nada mais nada menos que mais de 750 ofertas de emprego de todo o mundo. Confira a história completa de Mark aqui.

 

Não espere o tempo passar, descubra seu dom e pé na estrada! (ASSISTA ESSE VÍDEO!)

 

Votar

7 pontos
Upvote Downvote

Total de Votos 7

Votos Positivos: 7

Upvotes percentage: 100.000000%

Votos Negativos: 0

Downvotes percentage: 0.000000%


Comentários do Facebook

comentários

8 Comments

8 Comments

  1. Dalila Hofmann

    16 de novembro de 2016 at 21:58

    Adorei o site, muito massa e inspirador.

  2. mary

    2 de abril de 2015 at 16:32

    adorei a matéria =))
    e quero muito ver a matéria sobre viajar e trampar em Portugal =)

    sim e outra pergunta.

    esses sites de trampo são confiáveis?!

  3. Luiz Kniss

    2 de abril de 2015 at 9:31

    E para Portugal, indicam algo?

  4. Milena

    2 de abril de 2015 at 8:19

    Muito bom!! Cada semana vão trazer um lugar diferente? Aindaonseguimos encontrar as postagens antigas dessa sessão no site?

  5. marize

    1 de abril de 2015 at 19:37

    Gostaria saber sem tem america do sul e Brasil?

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top

E aí, tudo bem? Bora logar!

ou

Esqueceu a senha?

Ainda não tem uma conta? Cadastro

Forgot your password?

Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Fechar
de

Enviando Arquivo…