América do Sul

8 coisas para não fazer em Machu Picchu

Machu Picchu é um dos lugares mais populares entre viajantes e está nos sonhos de 10 entre 10 que ainda não visitaram o principal destino peruano. Por esse motivo, você vai encontrar muita informação sobre em blogs (aqui mesmo a gente já falou sobre), grupos e fóruns para viajantes, mas desta vez esbarrei com um texto falando sobre coisas a não se fazer em Machu Picchu e decidi traduzi-lo/adaptá-lo e dividi-lo com você:

1) Viajar às cegas
A sugestão é ir com pelo menos a reserva de hospedagem do primeiro dia feita.
Chegar cansado e ainda ter que ficar perambulando atrás de hospedagem pode comprometer seu ‘rendimento’ para as atividades do dia seguinte. Além do que você pode acabar pagando mais caro pela diária se seu interlocutor não for lá muito honesto e perceber que você está PRECISANDO de um lugar pra descansar.
Você pode encontrar algumas opções de hostels a pouco mais de 2Km das ruínas aqui. Em Cusco, aqui.

Área de Aguas Calientes, povoado aos pés de Machu Picchu | Foto: VasenkaPhotography.

Área de Aguas Calientes, povoado aos pés de Machu Picchu | Foto: VasenkaPhotography.

2) Ignorar as letras miúdas
No trem cada passageiro pode levar até 5Kg de bagagem de mão (detalhes aqui). Esse tipo de aviso geralmente está impresso nos tickets e em letras miúdas. Ignorá-las pode fazer com que você passe pelo constrangimento de ser cobrado pelo pessoal ferroviário.

Foto: Reprodução.

Foto: Reprodução.

3) Caminhar sem rumo até as ruínas
Encontrar alguém acordado às 3h30 da manhã e que esteja disposto a lhe dar informações corretas ou um mapa é quase tão difícil quanto à subida que vem adiante, portanto informe-se antecipadamente e verifique com o pessoal de onde você está hospedado como estão as condições das trilhas e do clima por exemplo.

Aviso sobre a suspensão de visitas às ruínas por causa das fortes chuvas. Foto feita em 2010 pelo viajante Ramon Rosati.

Aviso sobre a suspensão de visitas às ruínas por causa das fortes chuvas. Foto feita em 2010 pelo viajante Ramon Rosati.

4) Esperar informações precisas de qualquer um
Informe-se previamente. “Alguém uma vez disse que era possível passear até às ‘portas’ de Machu Picchu quando quisesse”. Não. Hoje é proibido começar a caminhada antes das 5h, de acordo com informações publicadas no MachuPicchuTravel.info.

Viajantes caminham pelas ruínas | Foto: Eduardo Zárate.

Viajantes caminham pelas ruínas | Foto: Eduardo Zárate.

5) Esquecer documento de identificação
Para entrar nas ruínas é necessário junto ao bilhete um documento de identificação, como o passaporte por exemplo. “Felizmente, a minha decisão inexplicável de só levar um cartão de crédito com meu nome fui suficiente, mas você pode não ter tanta sorte”, alerta um dos administradores do MachuPicchuTravel.info.

Foto: Twak.

Foto: Twak.

6) Caminhar com roupas desconfortáveis
Parece obvio, mas pode ocorrer de você colocar uma roupa com pouca respirabilidade ou justa demais. O ideal é estar vestido com roupas confortáveis que facilitem seus movimentos e que deixe seu corpo respirar.
Levar uma camiseta extra para trocar em algum ponto e reforçar o desodorante são boas opções.

Quanto mais conforto, melhor | Foto: Eric Miraglia.

Quanto mais conforto, melhor | Foto: Eric Miraglia.

7) Estar desatento aos horários
A entrada principal de Machu Picchu abre às 6h e a partir deste horário, 2 grupos de 200 pessoas com bilhetes para Huayna Picchu estão autorizados a subir ao ponto de onde se vê boa parte das fotos de lá (aquela cartão-postal). Os grupos têm autorização de 1 hora e acredite, você vai precisar de cada um dos preciosos 60 minutos por ali.

Foto: mcgmatt.

Foto: mcgmatt.

8) Ter pressa
O dia pode parecer curto para observar tanta beleza, além do que, nos demais dias há outras trilhas e passeios a se fazer mas caminhe pelas ruínas sem pressa – parece impossível alguém fazer isso, mas existe  quem faça!

É muita beleza para contemplar | Foto: Shubhika Bharathwaj.

É muita beleza para contemplar | Foto: Shubhika Bharathwaj.

E você que já foi pra lá, o que NÃO é legal fazer numa viagem à Machu Picchu?

Nota: Este post (que provavelmente será ampliado) tem foco nos viajantes que chegam à Machu Picchu de trem, que são maioria. Aqueles que não necessariamente fizeram ou farão trilhas como a Inca ou Salkantay por exemplo.
O texto original foi publicado em espanhol, aqui.

CONTINUAÇÃO:  Coisas para NÃO fazer em uma viagem a Machu Picchu, segundo os viajantes

Votar

0 ponto

Total de Votos 0

Votos Positivos: 0

Upvotes percentage: 0.000000%

Votos Negativos: 0

Downvotes percentage: 0.000000%

Comentários do Facebook

comentários

9 Comments

9 Comments

  1. Erika | Trilha Inca

    14 de abril de 2016 at 17:44

    Você não deve esquecer de trazer água suficiente, porque Machu Picchu é mais quente do que em Cusco, e estes produtos são mais caros.

  2. Paulo

    24 de novembro de 2015 at 22:21

    Não fazer como eu, que cheguei lá perdi a hora e cheguei lá as 10:30h da manhã. A vantagem é que está mais vazio, mas foi muito difícil encontrar um guia. E um guia nas ruínas é essencial.

  3. Adilson

    15 de agosto de 2015 at 12:04

    – Ir sem um bom condicionamento físico..
    – se você tem problema de pressão , não tome chá de coca, compre oxigênio na farmácia.
    – não vá com pressa, 1 dia você vai precisar para adaptação com a altitude e mesmo assim vai sentir o fôlego faltar.
    – A comida é boa , menu turistico a bom preço ,.
    – Não deixe de pechinchar preços de tudo do taxi a presentes.
    – Guias são fundamentais, a não ser que você tenha estudado muito a cultura Inca e pre-inca, tudo não passará de um monte de fantastica arquitetura em pedras.

  4. Pingback: Coisas para NÃO fazer em uma viagem a Machu Picchu, segundo os viajantes - Mochila Brasil

  5. Christian

    8 de julho de 2015 at 15:56

    Lá aceitam qual moeda? Dólar ? Real? Ou é preciso trocar pela moeda local?

  6. André

    8 de julho de 2015 at 11:52

    Evite comer carne de cuy… A carne é horrível, sem contar que eles servem o bichinho inteiro com cabeça e tudo… Parece que o bicho fica olhando para você enquanto está comendo…

  7. Victor

    8 de julho de 2015 at 0:39

    Algo que não foi mencionado mas que para alguns pode passar desapercebido é levar uma grana para gastar com os guias.
    Existem diversos guias falando em diversas línguas, inclusive português. É legal você aproveitar as explicações históricas que eles tem a oferecer. Ou se for bem cara de pau e com o espanhol afiado, você pode grudar em um grupo de intruso kkkk depois terá muito tempo para andar só e para contemplar.

  8. Natalia Wolf

    8 de julho de 2015 at 0:35

    Olá, pessoal, tenho uma dúvida, preciso de um passaporte pra ir para o Peru, se sim como o consigo.?Obrigado.

  9. Thamara

    7 de julho de 2015 at 22:59

    Uma coisa a não se fazer: levar blusa de frio. A altitude é bem menor que em Cusco, fazendo o clima ficar bem mais quente.
    Eu levei só um fleece quando fui e mesmo assim passei calor! Huahuahua

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top

E aí, tudo bem? Bora logar!

ou

Entrar

Esqueceu a senha?

Ainda não tem uma conta? Cadastro

Fechar
de

Enviando Arquivo…