América do Sul

Café Tortoni (Buenos Aires).


Galera o post de hoje é sobre o café mais famoso de Buenos Aires e diria que a maioria das pessoas que viaja para BAs tem vontade de conhecer o local.

O Tortoni é o paradigma do café portenho, porém pouco se sabe sobre suas origens. O que se sabe é que um imigrante francês, cujo sobrenome era Touan decidiu inaugurá-lo no fim de 1858 e que o nome do café ele pegou emprestado de um estabelecimento no “Boulevard des Italiens”, no qual se reunia a elite da cultura parisiense do século 19.

No fim do século, o bar foi comprado por outro francês: Dom Celestino Curutchet. Descrito pelo poeta Allende Iragorri como “o típico velhinho sábio francês”, de corpo miúdo e espírito forte, exibia um clássico cavanhaque longo, olhos vivíssimos e usava um solidéu árabe de seda preta, quase um personagem dos quadrinhos, que dava um toque peculiar à fisionomia do lugar.

O local era frequentado por grupos de pintores, escritores, jornalistas e músicos que formavam a “Agrupación de Gente de Artes y Letras”, liderada por Benito Quinquela Martin. Em maio de 1926, eles formaram “La Peña” e pediram a Dom Celestino Curutchet que os deixasse usar a adega do subsolo. O dono aceitou encantado porque, segundo suas palavras, “os artistas gastam pouco, mas dão brilho e fama ao café”.

Neste café o tempo parece ter parado como em uma fotografia na qual as pessoas jogam bilhar, cartas, ou simplesmente tomam café com amigos. Este lugar é, cada vez mais, uma parte indispensável da história portenha. (Fonte: http://www.cafetortoni.com.ar/br/?p=historia).

Depois dessa belíssima história vou contar nossa experiência no Café Tortoni.

Sabe como é né? Aquela vida de mochileira, grana curta, mas uma vontade imensa de conhecer esse café tão falado, e que as fotos deixam o queixo cair quando trata-se da bela arquitetura e das delícias que lá são servidas. Bom, nós andamos muitoooo para chegar lá. Fomos caminhando de Palermo até Avenida de Mayo (cerca de 7 km) somente para degustar as delicias do Café Tortoni e tirar uma foto com a estátua da Mafalda (que por sinal eu não encontrei ela ¬¬ e voltei frustrada).

*Foto interna do café Tortoni

Chegamos em um ótimo horário (por volta das 16 h), pois não tinha fila na porta, mas cerca de 15 minutos depois estava uma fila imensa.

Meu pedido foi um Petit Gateau e um café simples e minha amiga pediu churros e um café com chantilly. DETALHE: Quando pedirem o churros peçam o doce leite também, pois não é como aqui no Brasil que o churros vem recheado. Foi frustração total pra mina amiga hahahaha

                          Nosso delicioso pedido.

 

 Nossa conta! O valor está em pesos argentinos.

Conversão para reais considerando peso de setembro/16

Café: R$ 8,84 / Chantilly: R$ 1,86 / Churros: R$ 6,05 / Petit Gateau: R$ 19,77

Valeu muito a pena a caminhada, pois a comida e o café são deliciosos, os atendentes são muito simpáticos, para quem não desenvolve muito bem o espanhol, fiquem tranquilos, porque se sentirão em casa.

Espero que tenha gostado. Fica a dica e desejamos uma ótima viagem ?

Nas redes ?

Instagram: @ondecevailoko

Facebook: @ondecevailoko

Blog: Onde Cê Vai Loko

Votar

3 pontos
Upvote Downvote

Total de Votos 3

Votos Positivos: 3

Upvotes percentage: 100.000000%

Votos Negativos: 0

Downvotes percentage: 0.000000%


Comentários do Facebook

comentários

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top

E aí, tudo bem? Bora logar!

Entrar

Esqueceu a senha?

Ainda não tem uma conta? Cadastro

Fechar
de

Enviando Arquivo…