América do Sul

Cartagena de braços abertos para os mochileiros

Cada vez mais cidades e países entendem que os mochileiros são boa parte da movimentação de divisas no setor de turismo. Na Bolívia, por exemplo, eles são 80% dos turistas.
A mais recente cidade sul-americana a se manisfestar receptiva a esses viajantes é Cartagena, na Colômbia (ok, matéria devida, mas algumas fotos de nossa viagem por lá, você pode ver abaixo).
Um artigo publicado no jornal El Tiempo, conta que por ali, sobretudo na baixa temporada, é cada vez mais comum encontrar os mochileiros, que já fazem parte da bela paisagem de cores intensas da cidade.
A criação de hospedagem e bares especialmente dirigidos a eles também são um incentivo, de acordo com a publicação. Eles são estudantes europeus ou latino-americanos e jovens trabalhadores que começaram a incluir Cartagena em seus longos itinerários de viagem pelo continente. Evitam planos tradicionais, preferindo misturar-se o tanto quanto possível à cultura local.
O empresariado da cidade já nota o incremento no setor. De acordo com Maritza Bechara, presidente da Asociación de Hoteles de Getsemaní (bairro de Cartagena), esse crescimento se deve a uma mudança de mentalidade dos empresários do turismo, que antes viam os mochileiros como viajantes aventureiros sem grande poder aquisitivo. “Mas aí é que estávamos equivocados, porque na realidade se tratam de pessoas que viajam de maneira diferente. Preferem economizar em hospedagem para conhecer mais”, comentou à publicação.
Zully Salazar, presidente da Corporación de Turismo de Cartagena, destaca que o fato de o turismo mochileiro se dar em épocas distintas às tradicionais épocas de viagem na Colômbia, faz com que haja um bom tráfego de visitantes na cidade, inclusive na baixa temporada (um problema para boa parte dos empresários do turismo, sobretudo do setor de hospedagem no Brasil).
Como seus trajetos costumam ser longos e por muitos países, a cidade fica popular como destino entre eles, cada vez que um fala dela para outro mochileiro, comenta. É o nosso famoso ‘boca-a-boca’, comum entre os mochileiros.

Animação nos hostels atrai viajantes e cartageneros

De acordo com o jornal, os hostels mais populares de Cartagena atualmente são o Media Luna (no Getsemaní) e o El Viajero (no bairro San Diego, na cidade ‘amuralhada’) e cada hostel se transformou em um destino por si só para os viajantes. “Competimos mais pelo ambiente, que pelas tarifas. Nos esmeramos muito para que os hóspedes passem bem”, explica Margarita Giraldo, gerente do El Viajero, onde há aulas gratuitas de dança de ritmos regionais, como a Champeta, o Reguetón ou a Salsa.

Já o Media Luna, um casarão com capacidade para 130 hóspedes abriga às quartas-feiras a festa mais popular entre os estrangeiros, com direito a banda ao vivo, tocando ritmos caribenhos. A festa se tornou tão popular que até universitários cartageneros a frequentam, mesmo não estando hospedados ali. Os bares vizinhos também enchem.

Bar do hostel Medialuna | Foto: Divulgação

Bar do hostel Medialuna | Foto: Divulgação

Bem, se você vai à Colômbia, Cartagena de Índias, Cartagena ou La Heroica deve fazer parte do seu roteiro!

O texto original (em espanhol) está aqui.

Confira abaixo alguns de nossos cliques pela cidade:



Comentários do Facebook

comentários

7 Comments

7 Comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top

E aí, tudo bem? Bora logar!

ou

Entrar

Esqueceu a senha?

Ainda não tem uma conta? Cadastro

Fechar
de

Enviando Arquivo…