Destinos

Dicas essenciais sobre transportes na Itália

Informações básicas sobre metrô, trem e carro para viajar pelo país

O sistema de transporte italiano é um dos mais completos quando o assunto é turismo. As linhas férreas na Itália, por exemplo, contam com uma malha de 16.627 km. Alguns trens de alta velocidade podem atingir os 300 km/h. São 654.000km de rodovias, 6.957km deles, de autoestradas; além de 133 aeroportos espalhados por todo o país, que tem 301.230Km² de território.

Ônibus, metrô e trem

Diferentemente do Brasil, os bilhetes de ônibus e metrô italianos não podem ser comprados à bordo ou nas próprias estações de embarque. Eles são adquiridos antes, em bancas de jornal, charutarias, quiosques ou bares.
Para ônibus e metrô, existe um limite de tempo para uso – geralmente uma hora –, portanto, realizar a viagem neste período é fundamental. Mas quem quiser se antecipar também pode optar pela compra de bilhetes com prazo diário, semanal e mensal.
Fique atento: para evitar multas, é importante que seu bilhete seja validado. No ônibus, a validação é feita em uma máquina localizada no interior do próprio veículo. Já para transportes ferroviários, eles estão situados nas plataformas de embarque e geralmente são identificados pela cor amarela.

Terminal de Roma | Foto: Agenzia Nazionale del Turismo

Terminal de Roma | Foto: Agenzia Nazionale del Turismo

Nas estradas

As estradas italianas são bem sinalizadas e têm boas condições de tráfego.
Confira algumas recomendações simples para uma viagem tranquila e segura:

Carteira de habilitação – Atualmente, não existe nenhuma legislação em vigor que converta a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) brasileira à Patente Italiana e nem vice e versa. Para brasileiros que não são residentes na Itália, a CNH brasileira é válida, desde que seja anexada a ela uma cópia traduzida e juramentada pelo período de um ano após a entrada no país.
PID – Permissão Internacional para Dirigir – Outra alternativa é solicitar a PID. Para isso, consulte o Detran do seu Estado. É possível também obter mais informações no site do Automobile Club d’Italia.
Postos de combustíveis – Quase todos os postos de combustíveis no país vendem gasolina e diesel. Estão abertos das 7h30 às 12h30 e das 15h às 19h, com plantões nos fins de semana e feriados. Muitos utilizam o modelo “fai da te” (auto serviço).
Velocidade permitida – Os limites de velocidade são de 50km/h nas áreas urbanas, 90 km/h nas estradas secundárias e locais, 110 km/h nas vias principais e fora das áreas urbanas, e 130 km/h nas autoestradas.
Pedágio – Os postos de pedágio na Itália não têm atendentes. Por esta razão, tenha sempre dinheiro trocado (Euros) para efetuar o pagamento. Se preferir você pode pagar o pedágio por lá com cartões “Viacard Telepass“, uma espécie de “Sem Parar” utilizado no Brasil.
Assistência ao motorista – Além do suporte oferecido nas estradas, existe também uma assistência chamada CAT (Centro Assistenza Telefonica), que funciona 24h por dia, caso o motorista precise de ajuda. O telefone é o 06.491716. Através dele, o visitante também receberá informações sobre estradas, condições climáticas, pedágios, procedimentos mecânicos, entre outros.
Neve – Para evitar riscos de multa, quando alugar um automóvel nas regiões com estações de esqui ou em temporadas de neve, é imprescindível realizar, no ato de reserva, a solicitação do equipamento especial para dirigir.

Para mapas rodoviários, rotas e pedágios, acesse: www.autostrade.it

Mais

– Sugestões de roteiros pela Itália podem ser encontradas aqui e o que fazer em vários destinos do país, aqui.
– Informações de outros viajantes sobre Rotas e Meios de transporte pela Europa, aqui.

Com informações da Assessoria de Imprensa. 
Fotos: Agenzia Nazionale del Turismo.

Comentários do Facebook

comentários

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top

E aí, tudo bem? Bora logar!

ou

Entrar

Esqueceu a senha?

Ainda não tem uma conta? Cadastro

Fechar
de

Enviando Arquivo…