Blog

9 motivos para ficar no 9º arrondissement de Paris


 

 

9º arrondissement (9ème) é um dos 20 arrondissements de Paris localizado à direita do rio Sena. A região conta com grandes lojas, inúmeras boutiques, diversas galerias de arte e antiguidades. Também possui uma enorme variedade de cafés, restaurantes, boulangeries e pâtisseries com as vitrines perfeitamente montadas para despertar seu apetite com os olhos. Além disso, o arrondissement é super bem servido por transporte público, já que abrange 19 estações de metrô em sua área.

 

 

Mas vamos logo aos motivos:

1) Maravilhar-se com a vista da Galeries Lafayette

 

Galeries Lafayette é indiscutivelmente uma ótima opção para compras mas aqui na lista ela entra pela sua estrutura em si e, melhor que isso, pela belíssima vista da capital francesa que o seu terraço oferece. Como já disse em outro post, e se você ainda leu, é só clicar aqui, essa é uma parada imperdível para começar o seu dia de caminhada pelo bairro. Ou, se conseguir, para ver o por do sol de lá de cima. E tudo isso sem pagar nada. A Galeries Lafayette tem restaurante, tem bar no rooftop, tem café, tem sorvette.  Très Fantastique!

 

2) Assistir uma ópera ou um balé na Ópera Garnier

Mesmo se você achar que esse não é o tipo de programa adequado pra você, eu indico ao menos uma vez na vida fazer isso. A atmosfera dentro desse ambiente torna tudo muito especial. Não tive a oportunidade de visitar o Palais Garnier ainda, mas já fui numa apresentação na Ópera Estatal de Viena e num espetáculo de balé no Theatro Municipal de São Paulo e recomendo muito. O esplendor da arquitetura já vale, por si só, uma visita.

operagarnier_poltrona22

 

3) Encontrar um hotel bom, confortável e financeiramente acessível

Paris é uma cidade de diárias caras. Apesar de ter uma rede hoteleira bastante diversificada, nem sempre é fácil encontrar um hotel que nosso bolso comporte. Algumas concessões terão que ser feitas. Ou pelo valor ou pela localização. Mas é indispensável que fique próximo à uma estação de metrô. No 9º arrondissement dá pra conseguir um preço legal aliado à ótima localização e a algum conforto. Posso indicar dois hotéis que já me hospedei e que as diárias para quartos duplos com café da manha incluído ficavam em torno de €100 euros. Hotel France Albion Paris e Hotel Villathena. Ambos supriram as necessidades durante a viagem mas eu considero o Villathena bem melhor. Claro que o preço depende muito da demanda. E nem sempre comprar com muuuita antecedência garantirá os menores valores. Faça pesquisas nos sites de busca de hotéis e leia as opiniões relatadas por outros hóspedes. Essa é a melhor maneira de ter sucesso na reserva.

 

4) Estar ao lado de Montmartre

E a uma curta caminhada de vários pontos turísticos legais: Basílica de Sacré Coeur, Moulin Rouge, Le mur des je t’aime (o muro dos ‘eu te amo’), Café des Deux Moulins (café da Amélie Poulain), Le Moulin de la Galette (moinho de vento real e tema de uma pintura de Renoir de mesmo nome).

O percurso até esses locais é bem local, bastante movimentado por turistas, cheio de gente na rua inclusive à noite, com muitas opções de lojas de souvenirs e lugares para fazer uma refeição ou um lanche. Muito artistas vao para as ruas de Montmartre à noite para mostrar e vender sua arte. E lá é bem legal para beber uma cerveja ou um vinho. Mas já sabe né, onde tem muita gente, todo cuidado é pouco.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

5) Tomar uma cerveja num pub com os parisienses

Uma vantagem de se hospedar no 9ème é poder terminar a noite bebendo uma cerveja ou um drink num dos muitos bares e pubs que tem ali perto. Alguns cheios de locais emendando o trabalho no happy hour e seguindo até tarde. Se for durante a semana ainda rolam promoções e dá pra beber cerveja gastando pouco. Pouco do tipo €2 euros a pint (medida do copo com aproximadamente 500ml). Como no Le Sémaphore que fica na 32 Rue de Londres, 75009 Paris, França.

 

 

 

 

 

 

 

6) Ter ótimas opções para comer

Isso certamente engloba Paris inteira. Tem muita coisa gostosa pra comer naquela cidade. Na região do 9º arrondissement existe uma grande variedade de cafés, restaurantes e até um rodízio de pizza. Por acaso, pesquisando na internet onde comer uma pizza naquela região, apareceu o Flam’s. Essa pizzaria fica na 101 Rue Saint-Lazare, 75009 Paris, França e foi uma agradável surpresa. O atendimento foi excelente. Detalhe: só tinha uma funcionária servindo as mesas e provavelmente mais alguns na cozinha. E ela deu conta de tudo numa boa. O esquema do rodízio lá era escolher um sabor do cardápio por vez e então uma pizza quadrada dividida em 6 pedaços era servida à mesa. Daí é com você. Pode pedir quantas quiser. Todas que experimentei estavam muito boas. #deufome

 

 

 

 

 

 

 

 

 

7) Caminhar pelas ruas explorando as passagens cobertas

Flanar, do francês flanêr. Verbo intransitivo. Caminhar sem destino certo. Andar sem rumo, de modo ocioso, sem coisas com as quais se preocupar: precisava sair sem rumo, simplesmente, flanando.

É isso que define Paris. Não tem sensação melhor do que essa na capital francesa. Escolha um local pra visitar e faça o trajeto à pé sempre que possível. A paisagem promete recompensar a caminhada. A Rue des Martyrs é uma rua vibrante no 9º arrondissement coberta de cafés, restaurantes e lojas. A rua íngreme tornou-se um destino para os turistas de toda a cidade, que se reúnem por lá para as tradicionais fromageries boulangeries, bem como pelas inúmeras lojas que oferecem produtos artesanais como geleias e azeites. A Passage du Havre fica na 109 Rue Saint-Lazare, 75009 Paris, França e foi construída em 1845. As passagens são conjuntos comerciais que atravessam os edifícios e os tetos são geralmente cobertos de vidro. Isso proporciona uma iluminação especial e dão um charme à essa curiosidade da arquitetura tipicamente parisiense. A Passage du Havre é conhecida por suas diversas lojas que satisfazem todos os gostos dos viciados em compras.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

8) Fazer compras

Lojas, lojas, lojas. Não preciso dizer mais nada, não é mesmo?! A região é repleta de opções. Printemps, Citadium, Le Coq Sportif, Pull and Bear, Celio, Zara, H&M e mais um monte de fast-fashion. Andar por ali e olhar as vitrines é bem legal, pra quem gosta, claro. Se você pegar a época das soldes (liquidações que acontecem duas vezes por ano em toda a França, no verão e no inverno) vai ter muito o que fazer – e gastar – por ali.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

9) Pegar o RoissyBus de e para o aeroporto CDG

Ao lado da Ópera Garnier, na 11 Rue Scribe, 75009 Paris, França, fica o ponto de chegada e partida do RoissyBus, que é o ônibus que liga o aeroporto Charles de Gaulle (CDG) à Paris. É um meio de transporte fácil e econômico pra quem se hospeda no 9º arrondissement ou nas proximidades e tem um post completo explicando como funciona esse transfer aqui. Uma mão na roda mesmo se você estiver carregando malas de rodinha.

 

Mais sobre Paris no blog Poltrona 22

Votar

1 ponto
Upvote Downvote

Total de Votos 1

Votos Positivos: 1

Upvotes percentage: 100.000000%

Votos Negativos: 0

Downvotes percentage: 0.000000%


Comentários do Facebook

comentários

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top

E aí, tudo bem? Bora logar!

ou

Entrar

Esqueceu a senha?

Ainda não tem uma conta? Cadastro

Fechar
de

Enviando Arquivo…

Pular para a barra de ferramentas