Vi o meu medo se transformando em empoderamento (3/8)


Quando decidi fazer minha primeira viagem sozinha – uma semana antes de ir – expectativa, alegria, excitação, ansiedade e muito MEDO tomaram conta de mim. Algumas pessoas me incentivaram e muitas outras me amedrontaram, afinal, quando uma mulher decide viajar sozinha a sociedade pira! Como diz “a viajadona” em seu blog que me inspirou e encorajou a fazer essa viagem (meninas que sonham fazer uma viagem sozinha,  LEIAM: http://viajadona.com/sobre).

A viagem teve diversos momentos de perrengues como noite sem dormir de frio que chegou a -18º, dias sem tomar banho, ressaca de vinho na altitude (nunca façam isso!), infecção no dedo, febre e calafrios, a temida solidão… no entanto, umas das partes mais difíceis foi o pânico e quase arrependimento que me deu no avião de ida: “O que eu to fazendo? Tô indo pro deserto sozinha, só posso ser maluca! Será que vai dar certo? Será que alguma lhama vai engolir minha cabeça???” E todos os medos possíveis e impossíveis!… A melhor parte foi ver esse medo se TRANSFORMAR durante a viagem e se tornar EMPODERAMENTO, sensação de conquista, liberdade e realização pessoal! Me deparar com uma imensa, soberana, sublime e tranquila Natureza que me trouxe paz e conversou comigo: “Sim, você está sozinha no meio do deserto porque você pode fazer o que você quiser! Porque você é dona do seu nariz e deve CONQUISTAR sua própria LIBERDADE! Porque para isso você precisa ter coragem de ser maior do que os seus medos!”#porquevaitermulherviajandosozinhasim
#porquelugardemulheréondeelaquiser
Mas você pode estar pensando: “A Marília teve sorte! É perigoso uma menina viajar sozinha para outro país e dormir em quartos compartilhados com estranhos! E se alguém…”
E eu te digo: eu sei que tive sorte. Minha vida é regada de sorte, viver é uma sorte e ter coragem para fazer essa viagem foi a maior delas. E é claro que é perigoso. Mas não é deixando de fazer as coisas que esse cenário vai mudar! Muito pelo contrário… é preciso encarar! E, na minha opinião, muito mais perigoso é viver sem ultrapassar os limites que impomos a nós mesmos.
Por ser o Atacama um lugar turístico demais, achei que conheceria muitas pessoas viajando sozinhas como eu, e realmente conheci: 856 homens – exagero, mas conheci bastante mesmo! – e 3 mulheres, TRÊS MULHERES, das quais duas viraram minhas amigas e companheiras de jornada. Mesmo com todas as conquistas feministas, prestemos atenção nos “detalhes”… é discrepante! Por isso faço esse relato. Pois quando você volta – muito melhor do que foi – pode encorajar outras guerreiras a encararem seus sonhos, ainda que tenham medo!
Outra coisa maravilhosa que vivenciei nessa viagem foi perceber que, realmente, onde quer que eu esteja, sempre existirão pessoas dispostas a ajudar, dar bons conselhos, dividir experiências, vinhos e risadas e compartilhar a vida 🙂 Por isso quero agradecer do fundo do meu coração ao casal superaventureiro do No Quintal do Mundo Garibaldi e Lu, ao meu primeiro amigo da viagem Lawrence, aos fantásticos amigos chilenos Francesco Emmanuel Penaglia Vasquezo, Jessica Leguá, Daniela Peña, aos divertidos amigos mineiros Janú, Guilherme e André, e claro, as maravilhosas guerreiras e companheiras Marta Tutu e Joseline Brito Contreras.
Obrigada! Eu amei conhecer vocês!
Outra pessoa que não posso deixar de agradecer é minha mãe, que mesmo sendo a pessoa mais medrosa que eu conheço ~É SÉRIO~ me ajudou na preparação de última hora e me encorajou em todos os momentos! Sei que foi mais difícil para ela do que para mim.

Obrigada! Gracias!!!

Gracias a la vida que me ha dado tanto
Me ha dado el sonido y el abecedario
Con él, las palabras que pienso y declaro
Madre, amigo, hermano
Y luz alumbrando la ruta del alma del que estoy amando…

Votar

2 pontos

Total de Votos 2

Votos Positivos: 2

Upvotes percentage: 100.000000%

Votos Negativos: 0

Downvotes percentage: 0.000000%


Comentários do Facebook

comentários

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top

E aí, tudo bem? Bora logar!

Entrar

Esqueceu a senha?

Ainda não tem uma conta? Cadastro

Fechar
de

Enviando Arquivo…