Notícias

Projeto busca candidatos para viajarem pelo mundo com as despesas pagas e ganhando 2.500 euros por mês


[Atualizado em 04/07/2017 para acréscimo de informações**]
O projeto World Life Experience anunciou em sua página, a procura de 12 voluntários que possam viajar durante um ano por 40 países da Europa, Ásia, África, Américas e Oceania com as despesas pagas pelo projeto. Como se isso já não fosse bastante interessante, eles ainda oferecem um salário mensal de 2.500 euros para cada um.
Os 12 participantes (6 homens e 6 mulheres) viajarão em grupo e deverão publicar textos e ou conteúdo visual na página do World Life Experience e em suas contas nas redes sociais. O foco do conteúdo está nas questões ligadas a responsabilidade social.
O objetivo fundamental da iniciativa é estimular a “responsabilidade social com doações diretas a organizações não governamentais globais” e desenvolver trabalhos com entidades locais.

Para participar

Para concorrer a uma das vagas é preciso preencher um formulário na página do projeto (aqui), ter entre 20 e 35 anos; inglês intermediário e pagar uma taxa de 9 euros (que segundo informa, o site, inclui a taxa de inscrição e a doação de 2,50 euros a uma ONG de uma lista já pré selecionada, as quais trabalham nas áreas de luta contra a fome; direitos humanos, das crianças e animais; auxílio a refugiados e de assistência médica)
Os felizardos começarão a viagem por Lisboa (Portugal) em 15 de setembro de 2017, de acordo com a publicação.
** Os idealizadores do projeto prorrogaram o prazo para inscrições que inicialmente iam até 30 de junho de 2017. A data de início da viagem também deve ser alterada como informa o texto publicado no site do World Life Experience:

Inscrições vão até 20 de julho de 2017 | Foto: Reprodução.

Foto: Reprodução.

Antes de inscrever-se

Repassamos esta notícia pois o projeto é de total interesse do público que frequenta esta página. Utilizamos como fonte o site de notícias russo RT, conforme mencionado ao final do texto. Vários sites e blogs publicaram a mesma informação (confira alguns, aqui), que partiu de uma agência de notícias que atua entre outros países, em Portugal, onde começará a viagem.
A fanpage do projeto no Facebook conta (até o momento da publicação deste post) com mais de 239.000 curtidas.
Apesar disso, por não existirem mais informações complementares a respeito do projeto e ou da empresa/entidade que o promove e por serem cobrados 9 euros de taxa de inscrição para concorrer a uma das 12 vagas, acreditamos que seja necessária uma pesquisa mais apurada por parte do interessado em participar.
Além disso, foi comentado por alguns seguidores da fanpage da própria World Life Experience no Facebook a possibilidade da ação ser um “scam”: uma fraude para arrecadar dinheiro. Até o momento desta publicação, a empresa ainda não se pronunciou sobre tais insinuações na página (nos campos de comentários ou em nota).
Entramos em contato com a Assessoria de Imprensa do projeto (às 12h37 de 30/05/2017 – horário de Brasília) para saber o que eles tem a falar sobre.
Também contatamos 4 empresas que aparecem como apoiadoras do projeto.
Assim que tivermos novidades as publicaremos aqui*.

*Respostas

A Cision, uma das apoiadoras do projeto respondeu à nossa dúvida: “Estamos de facto a colaborar com o projeto World Life Experience e podemos garantir-lhe que é uma iniciativa credível que está a ser promovida por um cliente nosso.(…)”. Nos enviou contato do diretor executivo do projeto a fim de obtermos mais informações. Enviamos o e-mail.

A Shorthouse, outra apoiadora do projeto (na produção de vídeos) respondeu dizendo que a “relação cliente/fornecedor foi sempre muito profissional e honesta”, acrescentando: “sentimos que as pessoas que estão à frente do projecto têm intenções genuínas”.

A Cegoc, outra apoiadora do projeto respondeu “A Cegoc é parceira do projeto e está responsável pelo processo de seleção dos candidatos.”

A direção executiva do projeto nos respondeu informando que ele é realizado por dois empreendedores portugueses (da Top Experience, lda – empresa constituída em Portugal – há algumas informações aqui) e que ideia foi lançada em abril de 2016.
Após a divulgação em nível global (dias atrás) eles tiveram que adaptar sua estrutura, recursos e equipe rapidamente para “trazer uma maior dinâmica e resposta mais eficaz para as muitas centenas de pessoas e comentários; e-mails e mensagens enviadas pelo público.
Temos prevista a saída de um comunicado nas nossas redes sociais, algo que se torna agora fundamental, para que possamos esclarecer quem somos; quais os objetivos, (reforçando a informação que temos já presente); qual a relação com os parceiros envolvidos; porque e como escolhemos as 6 ONG internacionais para doarmos cerca de 30% das receitas associadas às candidaturas no evento. Adicionalmente, comunicaremos ainda a razão pela qual deixámos de ter hoje uma zona fanpage no nosso canal Facebook.
Iremos promover este comunicado para todos os nossos seguidores e ficará disponível para o público em geral.”

O projeto também tem um vídeo de apresentação no Youtube:

Mais informações podem ser obtidas no site , via e-mail (info@worldlifeexperience.com) ou através da fanpage do projeto no Facebook.

A foto (da home) que traz até este post é de divulgação (Reprodução Facebook).  Com informações de RT.com e WorldLifeExperience.com.

Votar

40 pontos
Upvote Downvote

Total de Votos 114

Votos Positivos: 77

Upvotes percentage: 67.543860%

Votos Negativos: 37

Downvotes percentage: 32.456140%


Comentários do Facebook

comentários

1 Comment

1 Comment

  1. Jo

    5 de julho de 2017 at 6:24

    Concordo plenamente com a história da idade porém acrescento algo devem ser os menores de 35 anos que vão fazer doações também né só pode lol, para concorrer e até aos 35 e para doar??? Tristeza….

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top

E aí, tudo bem? Bora logar!

Entrar

Esqueceu a senha?

Ainda não tem uma conta? Cadastro

Fechar
de

Enviando Arquivo…

Pular para a barra de ferramentas